Últimas

ONU IRÁ DECLARAR OFICIALMENTE A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL


Esta Terceira Guerra Mundial contra o "Estado Islâmico" irá preceder o institucionalização oficial de um Governo Único Mundial com seu líder...

Está para ser confirmado, a partir da sede em Nova York, que Raimonda Murmokaité, atual presidente da Segurança da ONU, poderá lançar a declaração oficial de guerra contra a Organização do Estado Islâmico, mais conhecido como ISIS.


Os países que decidiram colocar um fim definitivo para o grupo terrorista são: Estados Unidos, Rússia, França, Alemanha, Irã e Iraque, que através dos seus representantes manifestaram a sua posição depois dos terríveis ataques que o grupo terrorista lançou na França e Líbano na sexta-feira.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, as observações apontam que, oficialmente, vai começar a Terceira Guerra Mundial.

Os regulamentos do Conselho de Segurança das Nações Unidas exige a participação de 5 países para que uma guerra passe a ser considerada Guerra Mundial.

Além disso, Murmokaité disse que o bombardeio começará nas próximas horas e não vai parar até que tenha alcançado a apresentação ou entrega de Abu Bakr al-Baghdadi (Ibrahim Awwad Ibrahim Ali al-Badri al-Samarrai) califa proclamado e comandante supremo da organização terrorista.

Apesar da aparência de conspiracionismo, o objetivo declarado do ISIS (Estado Islãmico) é iniciar o maior confronto da história mundial para instaurar o califado universal – o que é, aliás, o próprio objetivo do ISIS desde antes de adotar o nome de Daesh.

O Ocidente chora por Paris. No entanto, o ISIS não conseguiu ainda o que queria, como se lê em sua própria declaração.

O comunicado do Estado Islâmico assumindo a autoria do atentado foi publicado picotado em diversos jornais, que, na autofagia jornalística denunciada por Rolf Kuntz, apenas replicavam os mesmos trechos do comunicado. Uma versão mais completa, com um trecho que diz respeito ao futuro da humanidade, pode ser lida n’O Antagonista:

“Os soldados do Califado tem como alvo a capital da abominação e do perversão”, diz o comunicado do ISIS.

O comunicado diz também que “os oito irmãos” que praticaram massacres em Paris foram recrutados especificamente para golpear “o Stade de France, durante a partida contra a Alemanha, assistida por aquele imbecil François Hollande“, e o Bataclan, “onde centenas de idólatras estavam juntos em uma festa pervertida“.

O ISIS acusa a França de “insultar nosso Profeta” e de atacar “o Califado com seus aviões, que não serviram para nada nas ruas fedorentas de Paris”.

O comunicado termina dizendo que “este ataque é apenas o começo de uma tempestade”.

john

A Terceira Guerra Mundial está a alguns meses para explodir, segurando um ex-analista de inteligência da Intelligence Agency Homeland Security (NSA), John R. Schindler, referindo-se a um oficial da Otan.

Um alto oficial da OTAN disse : “Este Verão, provavelmente estaremos em guerra, se tivermos sorte, não será nuclear”, Schindler escreveu em sua conta no Twitter.

Schindler atuou como analista de inteligência na NSA e foi oficial de contra espionagem entre 1996 e 2004. Entre 2005 e 2014 lecionou na segurança nacional no Colégio de Guerra Naval (Naval War College) dos EUA. E

le é o autor de vários livros sobre o terrorismo, tem um blog chamado ’20 comité’ , entre outras coisas, é conhecido por sua postura muito crítica contra os vazamentos feitos por Edward Snowden e Glenn Greenwald.

Apesar da história militar notável de Schindler o mais surpreendente é que o conteúdo das informações onde estava dando advertência, passou praticamente despercebido pela mídia convencional. Nem tampouco causou furor na Internet: a mensagem recebeu pouco mais de 700 retweets.

Via: http://www.diariodobrasil.org/

Nenhum comentário