Últimas

ATENTADOS DE PARIS FIZERAM PELO MENOS 150 MORTOS; HOLLANDE MANDA FECHAR FRONTEIRAS


Tarde demais né Hollande? eles já entraram...

A capital francesa, alvo de sete ataques terroristas na noite de sexta-feira para sábado, está literalmente ocupada por forças policiais e militares. Por exemplo, dezenas de forças especiais patrulham a zona da Notre Dame, um dos locais mais emblemáticos de Paris.Na sala de espetáculos Bataclan os terroristas deixaram um cenário de carnificina, registando-se pelo menos 100 mortos.

Toda a cidade de Paris está em estado de guerra. As zonas de maior tensão continuam a ser as entre as praças da República e da Bastilha onde ocorreram os principais ataques terroristas.

Os sete atentados da noite de sexta-feira para sábado terão feito cerca de 150 mortos e dezenas de feridos segundo um balanço provisório.

No interior da sala de espetáculos, dois terroristas terão feito uma carnificina. Fontes policiais falaram em cena de apocalipse dentro da sala do Bataclan – com uma centena de mortos, segundo a agencia France-Presse.

----

Reagindo a uma série de atentados terroristas que assolaram Paris na noite desta sexta-feira (13), o presidente da França, François Hollande, esteve reunido no Ministério do Interior com o primeiro-ministro, o ministro do Interior e a ministra da Justiça do país, e convocou uma reunião do Conselho de Ministros.

Durante as reuniões, foi declarado estado de emergência e tomada a decisão de fechar prontamente as fronteiras da França para evitar que novos atos terroristas.

“Dentro de alguns instantes começará uma reunião de emergência do Conselho de Segurança. Será tomada a decisão de introduzir um estado de emergência e o fechamento das fronteiras” – disse Hollande em discurso televisionado na França.

Nas palavras do presidente, alguns estabelecimentos serão fechados, a circulação dos transportes poderá ser interditada e buscas serão realizadas em toda a região metropolitana de Paris.

“Precisamos ter a certeza de que ninguém conseguirá entrar no território do país para realizar quaisquer atos, e para que aqueles que conseguirem realizar esses crimes não possam deixar o território do país” – disse Hollande.

O presidente francês destacou ainda que o governo mobilizará todas as forças, incluindo a presença militar, para neutralizar os terroristas e garantir a segurança dos cidadãos.

Enquanto isso, a imprensa local aumenta para 60 o número de pessoas mortas em decorrências dos tiroteios na cidade.

Via: http://expresso.sapo.pt/ e http://br.sputniknews.com/

Nenhum comentário