Últimas

“ALEMANHA ESTÁ A BEIRA DA ANARQUIA E RUMO À GUERRA CIVIL” DEVIDO A CRISE DE REFUGIADOS


Parece que em curtíssimo tempo, a Alemanha ceifará as consequências desta islamização travestida de imigração de refugiados...
---

Claro que há uma ênfase um tanto exagerada pelo oposicionista sobre a situação atual estar assim tão crítica, mas pelo que se tem visto e percebido nessa situação, isso pode sim vir a se tornar realidade num tempo não muito distante. Segue o artigo traduzido.
-

A Alemanha agora está em algum lugar entre a beira da anarquia e o resvalar para uma guerra civil, ou para se tornar uma república de bananas, sem qualquer governo, diz Mueller Hansjoerg do Partido Alternativo para a Alemanha.

Em entrevista após a chamada com a agência de notícias RT.com, Hansjoerg Mueller destaca o quão dividido a nação está ficando …

RT: Ele diz que irá enviá-los para Berlim, mas ele tem esse poder?

Hansjoerg Mueller: A pessoa que quer enviá-los para Berlim é o Sr. Dreier. Ele é o chefe do distrito de Landshut, uma cidade perto de Munique. Normalmente, ele não tem esse poder, mas não estamos vivendo em tempos normais. O que estamos vendo é cada vez mais a Alemanha resvalar para a anarquia. Nesta situação eu acho que cada vez menos é determinado pela lei, cada vez mais é determinado por quem atua. E a pessoa que age, de fato, tem o poder. Então, se ele enviar refugiados … a Berlim, ele os enviará!

A autoridade bávaro, Peter Dreier, chamou a chanceler alemã Angela Merkel para lhe dizer pessoalmente que se a Alemanha acolhe um milhão de refugiados, sua cidade de Landshut só terá em torno de 1.800 deles.



Qualquer extra será colocado em um ônibus e enviado para a sua Chancelaria em Berlim.

RT: Será que ameaças como esta são capazes de afetar a política de Merkel?

HM: Eu espero que sim, porque a Alemanha agora está em algum lugar entre a beira da anarquia e o resvalar para uma guerra civil, ou para se tornar uma república de bananas, sem qualquer governo. Espero que esta ameaça tenha algum efeito, mas sabendo das coisas psicológicas que Merkel faz nestes dias – Eu não acredito nisso, infelizmente.

RT: Você acha que a Bavaria será a única região que diz algo como isso, ou você espera que outras regiões a sigam?

HM: Sim, claro, a Bavaria é a primeira região porque são as mais afetadas – estamos vivendo na fronteira com a Áustria, onde o afluxo de refugiados deriva. Mas as outras regiões da Alemanha onde isso acontece são a Saxônia e a Turíngia. Primeiro de tudo, eles também fazem fronteira com a República Checa, esta é a primeira razão. E a segunda razão é que, na ex-Alemanha Oriental as pessoas ainda estão cientes do que é viver em uma ditadura. Eles estão se sentindo muito bem que a nossa chamada democracia está deslizando cada vez mais para um Estado totalitário. Esta é a minha explicação pessoal de porquê … as manifestações em Turíngia e na Saxónia são tão ferozes em seus movimentos.

RT: Somente permitindo que 1.800 refugiados desesperados fiquem quando mais de um milhão são esperados a nível nacional, não parece justo tudo isso. Certamente a região deve fazer a sua parte?

HM: Não, esse número de 1.800 refugiados não afetam apenas a Bavaria. A Bavaria pode receber muito mais. Ela afeta apenas o distrito em torno da cidade de Landshut, e a cidade de Landshut tem mais ou menos 50.000 habitantes e que tem cerca de 2.000 refugiados para se misturar com a população original – este é um fardo grande o bastante. Então, a Bavaria pode receber mais, mas não cidades como Landshut.

Via: http://www.zerohedge.com/news/2015-11-03/german-opposition-party-warns-nation-edge-anarchy-sliding-towards-civil-war e http://dcvcorp.com.br/

Nenhum comentário