“REFUGIADOS” MUÇULMANOS ATERRORIZAM GAYS E CRISTÃOS NA ALEMANHA - Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Últimas

“REFUGIADOS” MUÇULMANOS ATERRORIZAM GAYS E CRISTÃOS NA ALEMANHA


Os refugiados cristãos sírios quando chegam à Alemanha, costumam ser misturados aos refugiados muçulmanos, em sua maioria sunitas devotos, e são obrigados a viver numa mesma casa com estes. Esta situação via de regra expõe os cristãos a riscos ainda maiores do que eles corriam no país de origem:

"Eles me acordaram antes de madrugada durante o Ramadã e disseram que eu deveria comer antes de o sol nascer. Quando me recusei, eles disseram que eu era um, kafir, um descrente. Eles cuspiam em mim", diz Said, "me tratavam como um animal. E ameaçaram me matar".

Especialmente dramático é o caso de uma família cristã do Iraque, que foi alojada em um campo de refugiados na Baviera Freising. O pai contou a uma equipe da TV Bayerischer Rundfunk, sobre espancamentos e ameaças por islamitas sírios: "Eles gritavam com minha esposa e batiam em meu filho; e diziam: " Vamos matá-lo e beber seu sangue". A família viveu nos quartos da casa como prisioneiros - Até não suportar mais e retornar ao Iraque.

O TRATAMENTO NÃO É MELHOR PARA OS GAYS.

Rami Ktifan foi pressionado a sair. Um colega sírio tinha visto uma bandeira do arco íris junto aos pertences do estudante universitário de 23 anos, num centro de refugiados lotado. O homem curioso, Ktifan recordou, pegou-a e perguntou casualmente: "O que é isso?"

"Eu decidi dizer a verdade, que é a bandeira dos gays como eu", disse Ktifan. "Eu pensei: eu estou na Europa agora. Na Alemanha não vou ter que me esconder mais". O que se seguiu ao longo das semanas seguintes, porém, foi o abuso - tanto verbal quanto físico - de outros refugiados, incluindo uma tentativa de queimar os pés de Ktifan no meio da noite.

Via: http://www.frontpagemag.com/point/260560/muslim-refugees-terrorize-gays-germany-daniel-greenfield e Em Pauta

Nenhum comentário