Últimas

NOVA ESPÉCIE DE NOROVÍRUS CAUSA MAIS DE 10 MIL INFECÇÕES POR SEMANA NO JAPÃO

post-feature-image
A doença também é responsável pela maioria dos casos de gastroenterite

Casos frequentes de infecções provocadas por norovírus estão sendo registrados em todo o Japão desde o início de outubro.

De acordo com o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social, uma nova espécie mais resistente do norovírus foi detectada e está provocando mais casos de contaminação este ano devido à falta de imunidade na população.

O vírus, que se manifesta através de sintomas de intoxicação alimentar, costuma aparecer durante o inverno e causar infecções coletivas.

A transmissão ocorre através de alimentos contaminados. A doença também é responsável pela maioria dos casos de gastroenterite (inflamação do trato intestinal).

Nesta terça-feira, o portal Rescue Now divulgou os dados do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas, que mostram que, entre a semana do dia 12 e 18 de outubro, o número de pessoas contaminadas pelo norovírus chegou a 10.393 em todo o Japão.

Miyazaki foi a província mais afetada, com 8,83 pacientes por instituição médica. Kumamoto registrou 8,18 pacientes, Oita teve 7,44 pacientes, Kagoshima ficou na média de 7,07 e Tokushima registrou 4,96 casos por instituição médica.

Não houve nenhum óbito registrado até o momento e a doença não costume ser grave. No entanto, no caso de crianças recém-nascidas e de idosos, é possível que os sintomas se agravem e o paciente pode morrer engasgado pelo próprio vômito se não houver cuidado.

No geral, a doença provoca contaminação coletiva em locais como restaurantes, creches, escolas e instituições que cuidam de idosos.

Na segunda-feira, 31 crianças e funcionários de uma instituição infantil em Urayasu (Chiba) tiveram sintomas como vômito e diarreia. Exames mostraram a presença do norovírus em seis pessoas.

Como se prevenir


Devido a maior resistência do vírus e casos frequentes de contaminação, as autoridades de saúde pública no Japão alertaram para a necessidade de maiores cuidados de higiene como forma de prevenção.

Lavar as mãos após utilizar o banheiro, antes de cozinhar e antes de tocar nos alimentos é indispensável para evitar a contaminação. Cozinhar bem os alimentos e evitar comida crua também poderá impedir a proliferação do vírus.

De Alternativa Online e O Correio de Deus

Nenhum comentário