Últimas

“SUPERLUA DE SANGUE”: RARO E INCRÍVEL ECLIPSE TOTAL DA LUA OCORRE NA NOITE DE DOMINGO


Sinal profético, ou simples ação da natureza?

Um dos principais - e raros - eventos astronômicos do ano acontece na noite do próximo domingo (27). A partir das 23h11, será possível observar nos céus de todo o Brasil um eclipse total lunar (quando o satélite fica totalmente encoberto pela parte mais escura da sombra da Terra) junto com uma Superlua (ponto da órbita em que o satélite está o mais próximo possível do planeta) e, por isso, parece maior e mais brilhante. O incrível evento não acontece há mais de 30 anos, de acordo com a Nasa, e só poderá ser visto novamente em 2032.

Esse será o último eclipse de uma tétrade, como é chamado o conjunto de quatro eclipses totais da Lua que ocorrem em sequência de dois anos. Esse evento é especial porque eclipses normalmente se intercalam entre totais, parciais (quando a Lua fica parcialmente encoberta pela parte mais escura da sombra da Terra) e penumbrais (quando a parte mais clara da sombra da Terra encobre a Lua). A tétrade é relativamente rara: no século XXI haverá apenas oito delas. A que termina neste domingo será a segunda - a primeira ocorreu de 2003 para 2004, e a terceira será em 2032 e 2033.

Além da coincidência com a Superlua, o satélite vai adquirir uma bela coloração avermelhada, em um fenômeno que tem o apelido de "Lua de Sangue".

"Quando a radiação do Sol passa pela atmosfera da Terra, ela é atenuada e ganha a coloração vermelha. Além disso, essa radiação também é 'espalhada' na atmosfera e jogada na Lua, que a reflete", explica Rundsthen Nader, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e astrônomo do Observatório do Valongo, na UFRJ. "É o mesmo fenômeno que ocorre durante o por do Sol."

Observação privilegiada - De acordo com Nader, o Brasil está em uma posição ideal para observar o eclipse, que será visível em toda a América do Sul, partes da América do Norte, Europa, África e Ásia. O eclipse total deve durar uma hora e doze minutos e o ápice do fenômeno será às 23h47, quando a Lua estará completamente dentro da sombra mais escura da Terra. Para quem quiser acompanhar todas as fases, o eclipse se inicia às 21h12, quando a Lua começa a passar pela penumbra, começa a adquirir a coloração avermelhada às 23h11 e termina às 2h22.

"Será um belo espetáculo porque, para observá-lo, o ideal é que não seja usado nenhum equipamento. A Lua estará bem no meio do céu durante o ápice do eclipse, o que fará com que, com o céu claro, ela seja vista de qualquer ponto do país", explica Nader. "Como o fenômeno é de longa duração, sugiro usar uma cadeira de praia ou espreguiçadeira confortável."

Via: Veja

Nenhum comentário