Últimas

OBAMA NOMEIA HOMOSSEXUAL ASSUMIDO PARA LIDERAR EXÉRCITO DOS EUA


Eric Fanning, um oficial de longa data do Pentágono que é um homossexual assumido, foi nomeado pelo presidente Barack Obama para liderar o Exército dos EUA.

“Eric traz muitos anos de experiência comprovada e liderança excepcional para esse novo papel,” Obama disse numa declaração, o jornal Washington Post informou na sexta-feira. “Aguardo ansiosamente trabalhar com Eric para manter nosso Exército como o melhor do mundo.”

Suas palavras e ações são radicalmente contrárias às palavras e ações do Pai dos Estados Unidos.

Conforme está registrado nos “The Writings of George Washington” (10 de março de 1778, 11:83-84, Gráfica do Governo dos EUA, 1934), George Washington ordenou: “Numa corte marcial geral, o tenente Enslin, do regimento do coronel Malcom, foi julgado por tentar cometer sodomia com o soldado John Monhort… que ele seja sentenciado a ser dispensado do serviço militar. Eu, o comandante-em-chefe, aprovo a sentença e com nojo e ódio de tais crimes infames ordeno que o tenente Enslin seja expulso do acampamento amanhã de manhã com anúncio público e alto para nunca mais voltar.”

Washington, o Pai dos Estados Unidos, ordenou que um soldado fosse expulso por tentar cometer um ato de sodomia. No caso de Fanning, não houve só tentativa. Ele cometeu o ato.

Você quer a verdade nua e crua? Tenho certeza de que no caso de Obama e de Fanning, o Pai dos Estados Unidos aprovaria sentença neles e trataria, com nojo e ódio, a sodomia e defesa da sodomia deles como um crime infame.

No mínimo, Obama seria expulso da presidência dos EUA e Fanning seria expulso do Exército, ambos com desonra, para nunca mais voltarem. Ambos cometeram traição contra o Pai dos Estados Unidos.

Lamentavelmente, Fanning e sua homossexualidade assumida não são os únicos escândalos no Exército dos EUA. Obama e sua defesa homossexual descarada não são os únicos escândalos no governo dos EUA. Há reportagens, até mesmo de líderes cristãos americanos, de que as ações militares e políticas dos EUA têm favorecido opressores islâmicos e prejudicado vítimas cristãs. Três artigos importantes são:

Confirmado: Os EUA são o Principal Facilitador da Perseguição aos Cristãos

O amor dos cristãos americanos pelo Estado amante de guerras está matando outros cristãos

Por que a perseguição aos cristãos fica pior em todos os países que os EUA “libertam”?

O Pai dos Estados Unidos nunca teve a intenção de que seu Exército abrigasse defensores da homossexualidade. Seria nojento e detestável para ele.

Ele nunca teve a intenção de que seu Exército favorecesse opressores islâmicos à custa de sangue cristão. Seria totalmente nojento e detestável para ele.

A intenção dele era que o Exército dos EUA fosse apenas um protetor dos EUA, não uma força policial mundial para impor uma “democracia” pró-islamismo, pró-sodomia, pró-aborto e anticristã no mundo inteiro.

Tenho lido muito sobre americanos que se orgulham de defender seus direitos de ter e usar armas argumentando que as armas são importantes para proteger a si e suas famílias. Concordo totalmente com eles. Mas o argumento deles também diz que as armas são necessárias contra um governo tirânico.

Um governo que trata, com nojo e ódio, a postura antissodomia de Washington não seria tirânico?

Um governo que favorece opressores islâmicos à custa de sangue cristão não seria tirânico?

Uma verdade nua e crua para os americanos defensores de porte de armas: se vocês não conseguem agir agora, para que serve seus direitos de ter e usar armas?

Washington teria ficado totalmente envergonhado com um Exército dos EUA liderado por um homossexual assumido.

Ele teria ficado totalmente envergonhado com um Exército dos EUA que favorece opressores islâmicos à custa de sangue cristão.

E será que ele ficaria honrado com defensores de armas que não movem um dedo enquanto o Exército dos EUA favorece opressores islâmicos à custa de sangue cristão?

Um americano verdadeiramente patriota faria uma revolução.

Por muito menos, Washington fez uma.

Esta é a verdade nua e crua.

Com informações do WND.

Versão em inglês deste artigo: Obama Nominates Open Homosexual to Lead the U.S. Army

Via: Júlio Severo - Gospel Prime

Nenhum comentário