Últimas

AGENDA 2030: COM AJUDA DO PAPA FRANCISCO, ONU PRETENDE INAUGURAR UMA “NOVA ORDEM MUNDIAL SOCIALISTA”

PopeUN

Visita aos EUA converge com o final do Shemitah, Jade Helm e Luas de Sangue

Fonte

Com o movimento turbulento das águas de 25 de setembro, todos os olhos estão sobre o Papa Francisco e sua visita aos Estados Unidos, agitando o mercado financeiro e os sinais nos céus.

Espera-se que Francisco endosse com muito entusiasmo um novo documento da ONU que promete extirpar a pobreza do mundo até 2030 ao reorganizar a economia mundial através de princípios socialistas. O documento, intitulado “Transformando Nosso Mundo: Agenda de 2030 para um Desenvolvimento Sustentável”, também procura “fortalecer a paz universal” e nos lançar numa nova era de prosperidade compartilhada.

[...isso segundo os globalistas eugenistas.]

A visita do Papa marca apenas um de uma série de eventos históricos potencialmente proféticos durante o mês de setembro.

O clímax do ano Sabático bíblico conhecido como Shemitah que acontecerá no dia 23 de setembro, junto com um eclipse solar parcial.

O maior exercício militar já feito dentro de solo americano, a operação Jade Helm, acaba dia 15 de setembro, enquanto o mais ambicioso experimento científico do mundo estará acontecendo durante todo o mês no LCH (Grande Colisor de Partículas) no CERN, perto de Genebra na Suíça.

O Congresso americano irá votar o acordo nuclear entre Obama e o Irã no dia 17 de setembro.

O 266º Papa chega no dia 23 de setembro, o 266º dia do ano, onde acontece também o Yom Kippur, ou seja, O Dia da Libertação dos Judeus, e o começa do feriado Muçulmano do Eid al-Adha, também conhecido como “a Festa do Sacrifício. ”

Francisco será o primeiro Papa a falar numa sessão fechada do Congresso no dia 24 de setembro.
Francisco fará o discurso mais importante no dia 25 de setembro na ONU no encontro de sustentabilidade em Nova Iorque.

No dia 28 de setembro, o quarto e último dia das “luas de sangue” marcará o dia bíblico da Festa dos Tabernáculos.

Perto de um colapso econômico global, o desenrolar da nova agenda da ONU para um desenvolvimento sustentável terá um enorme impacto sobre todos esses eventos.

“Eles estão basicamente reiniciando a Agenda 21”, disse Tom DeWeese, presidente e fundador do American Policy Center, e eles estão chamando os líderes religiosos mais visados do mundo para promover a agenda.

A Agenda de 2030 da ONU inclui 17 objetivos que visam a reordenação de todas as atividades humanas.

Apesar de a Agenda 21 ter falhado em “acabar com a pobreza”, o Papa e a ONU pedirão a 193 líderes nacionais para irem aos seus países e entre os dias 25 e 27 de setembro promoverem o novo plano da ONU a fim de lançar sua utopia global planejada, disse DeWesse.

“Esses mesmo líderes (os quais falharam em acabar com a pobreza através da Agenda 21), irão para a cidade de Nova Iorque para anunciar sua nova Agenda 2030 para ‘Transformar o Mundo’, disse ele. “O preâmbulo do documento diz que ‘Todos os países e partes interessadas, agindo numa parceria colaborativa, implementarão esse plano.’”

Mas não vai ser como em 1992, quando ninguém estava dando muita atenção quando surgiu a Agenda 21 No Encontro da Terra promovido pela ONU no Rio de Janeiro, Brasil, agora todos os olhos estarão no Papa quando ele assinar os desejos do novo plano da ONU no dia 25 de setembro, disse DeWeese.

DeWeese e outros esperam uma campanha promocional massiva para combater as mudanças climáticas. E é aí que o Papa entra. Ele irá juntar os princípios da sustentabilidade com a verborragia da justiça social e ajuda aos pobres, talvez até mesmo citando Jesus no Sermão da Montanha, encorajando outros líderes religiosos a seguir a sua liderança e abraçarem a prescrição da ONU para a humanidade.

A “Queda” do Capitalismo

Mas o que é “desenvolvimento sustentável”?

Patrick Wood, um economista e autor de “O Nascimento da Tecnocracia: O Cavalo de Tróia da Transformação Global”, disse que está claro que a ONU e seus apoiadores veem o desenvolvimento sustentável como mais do que um caminho para limpar o meio ambiente. Eles veem isso como um veículo para concretizar um antigo objetivo de criar uma nova ordem econômica mundial, ou “Nova Ordem Mundial”.

O novo livro de Wood faz um traçado do movimento da tecnocracia moderna até Zbigniew Brzezinski, David Rockfeller e a Comissão Trilateral no início dos anos 70.

Wood diz que o objetivo deles é derrubar o capitalismo e o sistema de empresas livres numa escala global.

Ele aponta para Christina Figueres, a mais alta oficial da ONU sobre mudança climática, que admitiu tudo isso num comentário no início desse ano.

“Essa é provavelmente a tarefa mais difícil que teremos que lidar, que é intencionalmente transformar o modelo de desenvolvimento econômico pela primeira ver na história humana.” Figueres, que encabeça a Convenção de Estruturação da ONU sobre Mudanças Climáticas, disse aos repórteres em fevereiro.

“Essa é a primeira vez na história da humanidade que estamos nos colocando nessa tarefa de, intencionalmente, dentro de um período definido de tempo, mudar o modelo de desenvolvimento econômico que vem reinando por pelo menos 150 anos, desde a revolução industrial”, disse Figueres.

Francisco, como o primeiro Papa jesuíta, é bem conhecido pelas suas tendências socialistas.

Suas declarações em sua encíclica sobre a necessidade de um governo global para combater as “mudanças climáticas” devem ser analisados dentro do contexto das bases do Papa e suas prioridades anunciadas.


‘Uma Nova Ordem Mundial baseada no Socialismo’

O autor Tom Horn aponta o que o Padre Malachi Martin previu em seu livro: “Os Jesuítas: A Sociedade de Jesus e a Traição da Igreja Católica Romana”, o que aconteceria se um jesuíta tivesse controle do Vaticano.

Sendo ele mesmo um jesuíta e infiltrado no Vaticano por muito tempo, Martin, que morreu em 1999, esperava que o que ele previa nunca viesse a acontecer, mas está se tornando aparente que suas previsões estão acontecendo exatamente como ele temia que acontecessem, disse Horn num recente comentário à Skywatch TV.

“Ele disse que havia uma guerra secreta entre os Jesuítas e outros padres Católicos para obter o controle da Igreja Católica Romana e o Vaticano em particular”, disse Horn. Tradicionalistas como o Cardeal Raymond Burke foram rebaixados por Francisco.

Horn acredita que a recente encíclica papal sobre mudança climática e o reposicionamento de líderes chave do Vaticano pode ter algo a ver com o que está para acontecer no cenário global.

“Malachi (Martin) disse que os jesuítas iriam usar o Vaticano, pois eles não são como nenhuma outra denominação cristã”, disse Horn. “Eles possuem 90 embaixadores estacionados ali todos os dias. 

Possuem relações políticas com a maioria das nações do mundo, e Malachi disse que é por isso que eles queriam obter o controle do Vaticano, pois assim eles poderiam usá-lo como uma máquina. Ele disse que isso ajudaria o nascimento da Nova Ordem Mundial, e ele foi bem específico sobre o uso do Vaticano em coisas que o Papa Francisco está fazendo agora, como uma Nova Ordem Mundial baseada no socialismo, marxismo, e que eles iriam trabalham em conjunto com o surgimento do anticristo para a implementação dos objetivos do anticristo.”

Se eles tiverem sucesso na destruição do capitalismo, que é claramente o objetivo ao qual se refere Figueres, a questão é: o que entrará no lugar?

“Eu digo que é a tecnocracia”, disse Wood. “Eles dizem que é a ‘economia verde’ e ‘desenvolvimento sustentável’.”

Mas independentemente do que você chama isso, a ONU planeja centralizar o controle da economia, mais regulamentações das atividades humanas, menos liberdade, disse ele.

“Se o mundo continuar nessa trajetória, perderemos tudo o que sustenta qualquer lembrança do que é a liberdade individual”, disse ele. “Outra pessoa irá decidir o que será fabricado, o quanto será fabricado, quem e como um indivíduo poderá comprar e a que custo. Outra pessoa irá te dizer onde você poderá trabalhar, por quanto tempo e até que idade. Outra pessoa irá te dizer onde você poderá morar, o quão grande essa casa será e quantas crianças você poderá ter e para onde elas serão mandadas para doutrinação. Não existirão direitos de propriedade privada e não se poderá passar herança para seus filhos.”

Superando nossa soberania nacional

No resumo do Fórum Político de Alto-Nível do Desenvolvimento Sustentável que está junto dos 17 objetivos a serem implementados até 2030, está claramente escrito que os membros das nações deverão fazer “emendas constitucionais e a criação ou ajustes de instituições” para a implementação dos objetivos.

Martin Sajdik, presidente do Conselho Econômico e Social da ONU, afirma no resumo que “os governos devem responder com políticas que darão apoio a indivíduos no decorrer do curso de suas vidas e promover a não-discriminação e a inclusão.”, com a “adequada atenção” dada aos “marginalizados e minorias, incluindo crianças, jovens, velhos, mulheres, povos indígenas, pessoas com necessidades especiais e imigrantes.”

A ONU mostrará uma enorme campanha de propaganda em todos os níveis para trazer a sua “agenda de transformação global” à existência. Ela até mesmo já tem um slogan: “Não deixe ninguém para trás”.

Sajdik em seu resumo descreve como os objetivos da Agenda 2030 da ONU serão promovidos, se estendendo às mídias sociais, mídias tradicionais e até mesmo serem incorporadas nas culturas populares de todas as nações através da música e arte:

“A comunicação deve ter o objetivo de fazer as pessoas entenderem o quanto a personalidade delas contribui para a agenda global e se sentirem orgulhosas disso. Será importante projetar que isso é uma agenda universal, com um nível superior de ambição que ninguém poderia imaginar anos atrás. O lema “Não deixa ninguém para trás” também é um veículo poderoso para mobilizar as pessoas. Poderá ser uma via de mão dupla e ser usado para coletar dados sobre o que as pessoas desejam e criar um loop retroalimentado. ”

“A agenda deve ser comunicada através de mídias sociais, mídias tradicionais e técnicas de mobilização da sociedade civil tradicional, assim como na arte, música e cultura. A comunicação deverá acontecer em todos os países e em todos os níveis até suas raízes onde a implementação terá o seu lugar. Ela precisa alcançar todos os grupos e ser adaptada a vários países e grupos. Também é bom que sejam identificados e alcançados grupos de tendência em várias comunidades”.

Enquanto um pequeno montante de ativistas está preparado para expor a agenda 2030 da ONU como uma guerra contra a soberania nacional e a classe média, a vasta maioria das pessoas estão completamente desatentas ao plano da ONU para reordenar a sociedade e transformar o sistema econômico global.

A cobertura da Agenda 2030 é virtualmente inexistente na mídia estabelecida atual, mas Wood disse para se prepararem para uma onda de doutrinação da mídia a apelos emocionais para temas como a pobreza mundial e a má distribuição de renda.

“As pessoas estão tão desatentas à magnitude disso”, disse Wood. “A Agenda 21 foi introduzida como um programa voluntário, bem inócuo, onde todos os apologistas dela diziam: “Não a forçaremos a vocês, então, qual é o problema”?

Na realidade, muito pouco da Agenda 21 se tornou voluntário. Assim é de se esperar o mesmo com a Agenda 2030.

“Está sendo implementada do topo para baixo. E, de maneira bem sábia, a energia que estão colocando nela é inacreditável”, disse Wood.

Ao invés de acabar com a pobreza, a eliminação do abundante carvão e o esverdeamento forçado da economia irá levar as pessoas a ficar ainda mais pobres, acredita Wood, pois as commodities e a propriedade privada se tornarão domínio exclusivo dos ricaços.

Quaisquer um que quiser protestar será tido como “conspirador”, ou pior.

Esse é um processo que têm sido aperfeiçoado desde as décadas de 70 e 80, quando as elites começaram a usar Hollywood para vender sua agenda.

“Isso me lembra da sátira que fizeram em 1981 no programa “Barney Miller” sobre a Comissão Trilateral”, disse Wood. “Foi hilário, mas foi uma desinformação completa, chamando todos aqueles que falassem disso de idiotas. De onde aquele pequeno assunto veio e fez tanto estrago dentro de um segmento do “Barney Miller”?

“A mensagem veio à tona: Você a trouxa à tona e merece estar na cadeia”.

Naquela época, Wood estava tentando vender seu livro em 1979 chamado “Trilaterals Over Washington”, cujo co-autor era o Dr. Antony Sutton da Hoover Institute at Sanford University. O livro foi boicotado e nunca foi visto à luz do dia nas prateleiras das grandes livrarias.

Então ele espera ataques similares sobre qualquer um que quiser expor a verdade sobra a Agenda 2030 da ONU.

“Eles vão se esforçar nisso, e é isso que as pessoas vão lembrar”, disse ele. “ Eles claramente já estão colocando a mão na massa, e penso que estar alerta é a chave. Temos que nos posicionar contra isso e mostrar às pessoas o que essa agenda realmente é, e dessa forma talvez possamos mudar o rumo de tudo isso. Se eles vencerem, eles irão nos calar”.

O Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, apontou 27 “pessoas eminentes” para o então chamado “Fórum Político de Alto-Nível”, que terá 17 objetivos e 169 alvos. Só um americano foi apontado, o ex-chefe de estado de Clinton e membro da Comissão Trilateral, John Podesta, que também trabalhou como principal conselheiro de Obama sobre mudança climática e agora está assessorando Hillary Clinton em sua campanha presidencial.

O documento de 29 páginas será levado a votação da Assembleia Geral no encontro de 25 a 27 de setembro.

“Existirão várias distrações para manter a atenção das pessoas para longe do verdadeiro objetivo”, disse Wood.

“O que eles querem fazer, acredito eu, é uma apresentação do documento; eles terão um monte de pessoas dizendo muitas coisas boas sobre ele, mas não estarão abertas para discussão. Você não será capaz de adicionar algo a ele ou muda-lo, mas eles terão porta-vozes como o Papa dizendo que ele é ótimo e precisa ser aprovado”, disse Wood. “A ideia é pegar todas as nações do planeta e fazê-las assinarem o que virá e dizer que eles se responsabilizaram para fazer essas coisas”.

NA: pois é caros leitores, a lavagem cerebral vai começar com força rumo a um “mundo verde” e com a destruição da liberdade humana. Guardem esse post de hoje para o que veremos nos noticiários dramáticos que veremos por aí, pois nossa mídia, mestre na arte de dramatizar as coisas irá querer atingir em cheio os corações dos brasileiros, povo emotivo e que não está muito acostumado a usar a razão para discernir as coisas. O Espírito Santo está por aí, usando homens ao redor do mundo para nos alertar do que está para acontecer, mas essas coisas muitas vezes caminham lenta e sorrateiramente para atingirem o seu objetivo. Permaneçamos alertas quanto às novas decisões de nosso “desgoverno”, além de atentarmos aos temas das novas músicas e dos novos filmes, pois os hits que farão sucesso terão que estar sintonizados com essa nova causa, para a Nova Ordem Mundial.

Enquanto isso o LHC no CERN vai produzindo matéria escura e abrindo portais dimensionais pelo mundo para que as entidades do “lado de lá” venham com força induzir/possuir/controlar os orgulhosos seres humanos que ainda não entregaram suas vidas na mão do Senhor Jesus, que é o único que pode nos proteger e nos dar discernimento através do Espírito Santo de Deus sobre todas essas coisas que estão sobre nós.

Mas quanto mais Satanás quiser se mostrar e seus seguidores se levantarem contra nós, mais o Espírito de Deus agirá sobre nós e nossa autoridade será tamanha sobre tudo isso, que muitos conseguirão ver a verdade da realidade sobrenatural ao nosso redor, e essa batalha espiritual ficará cada vez mais nítida e aos poucos iremos nos desconectar desse mundo de caos que nos rodeia, pois sentiremos na pele que não pertencemos mais a ele, mas a um Reino perfeito criado para os eleitos, que colocaram Jesus como Rei em seus corações e O verão face a face, e Ele virá e destruirá tudo isso e por 1000 anos iremos reestabelecer a perfeita ordem de tudo, como o Criador sempre desejou para nós. Hora vem Senhor Jesus.

Via: http://www.wnd.com/2015/08/mega-agenda-21-resurrected-with-popes-help/ e http://efesios612.com/

Nenhum comentário