Últimas

REPREENSÃO À IGREJA CONTEMPORÂNEA: A BANALIZAÇÃO DO PECADO, A FALSA GRAÇA, E O VITIMISMO

Sim, isso é o culto de uma "Igreja".
Este texto antecipa o assunto referente ao novo vídeo do Canal Libertar: "A USURPADORA 2" - a falsa Igreja egocêntrica movida à entretenimento... Será lançado esta semana.

Por meio do arrependimento e abandono dos pecados, o sangue de Cristo nos lavou de toda imundícia, para que possamos viver um novo nascimento... não existe libertação e santidade, sem abandono do pecado!

Infelizmente a igreja contemporânea, principalmente a neo-pentecostal, por medo de esvaziarem seus templos/clubes/shows gospel, e além de todo carnaval herético que já praticam, tem pregado um falso evangelho vitimista e permissivo, que satisfaz o ego humano, e que se escondem por trás de uma falsa graça, para justificar sua vida pecaminosa... tem espalhado uma mentalidade herética humanista, vitimista, de "igualdade" para com a conduta do mundo, tratando o pecado de forma banal, como se o pecado fosse uma simples "falha humana"... ERRADO!!! Deus abomina o pecado, e quem vive na prática do pecado é do diabo e vive em condenação, rejeitando o feito de Cristo na cruz... Digo sem hesitar, pois isso não vem de mim, mas sim das Escrituras!!! por isso devemos nos consertar perante Ele...

A Graça de Deus não serve para voltarmos a praticar os mesmos erros, para vivermos uma vida permissiva, sob a justificativa, que hoje se transformou em bordão: "não preciso fazer nada, pois a Graça de Deus me basta"... Será? veremos:
"Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." - Romanos 6:1-4

Temos que ter isso em mente: A IGREJA DE CRISTO, NASCIDA DE NOVO, NÃO DEVE VIVER PECANDO!
Cristo se deu na cruz para que possamos viver santos e termos acesso à presença SANTA de Deus! e SE você pecar, você tem um Advogado Fiel e Justo para te perdoar e te purificar... Mas essa é uma OPÇÃO, e não uma condição perpétua! "SE" você pecar... perceba o "SE": "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que NÃO PEQUEIS; mas, SE alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo." - 1 João 2:1

Aliás, quando a Palavra diz que "Se afirmarmos que estamos sem pecado, fazemo-lo mentiroso..." (I João 1:10), é óbvio que todos nós, no passado, pecamos, se dissermos que nunca cometemos pecado na vida, mentimos... todos nós antes de nos entregarmos à Cristo, cometíamos muitos pecados. Porém hoje, através do sangue de Cristo nos lavando através de um profundo arrependimento e mudança de atitudes, hoje, podemos viver uma vida santa SEM PECADOS.

A IGREJA VERDADEIRA DE CRISTO MORREU! MORREU PARA SI E PARA O MUNDO! E POR ISSO NÃO DEVER PECAR!

Para que nos serviu o batismo? Foi apenas um banho de piscina? Lógico que não! O verdadeiro sentido espiritual do batismo é o abandono do "velho homem", de conduta pecaminosa, e o estabelecimento do novo nascimento, do "novo homem", santo e salvo...

"Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos BATIZADOS EM SUA MORTE? Portanto, fomos SEPULTADOS COM ELE na morte POR MEIO DO BATISMO, a fim de que, ASSIM COMO CRISTO FOI RESSUSCITADO DOS MORTOS mediante a glória do Pai, TAMBÉM NÓS VIVAMOS UMA VIDA NOVA". Romanos 6:3, 4

Viver a verdade, viver santidade, e rejeitar o pecado, não é uma opção para uma "classe diferente de super-cristãos", mas é a EXIGÊNCIA de uma vida de quem nasceu de novo! Infelizmente por causa da omissão de falsos profetas, a grande massa "evangélica" rejeita, ou até mesmo, desconhece isso.

Quem continua vivendo numa vida de constante prática pecaminosa, rejeita a manifestação do Filho de Deus, e seu ato na cruz...
"E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado. Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado;" - 1 João 3:5 a 9

Eu sei que os vitimistas virão, com seus bordões e versículos isolados... "Não julgueis, para que não sejais julgados..."; "não cabe a nós julgar..."
Isso que vos escrevo é julgar?
Sim! Temos que julgar!
Você sabe distinguir o que é errado e o que é certo? Você sabe observar a conduta de uma pessoa e discernir se você deve imita-la ou não? Se sabes, então você julga!

Aliás, se queres julgar e repreender o próximo, segundo Jesus disse, temos que ter legalidade para isso!

Jesus dizia isso à Israel, repreendendo a hipocrisia... para que os religiosos não julgassem o próximo usando a lei, estando eles também na pratica do mesmo delito... os doutores da lei julgavam o próximo por descumprirem a lei, sendo que eles próprios a desobedeciam também!
A gente vê isso no texto: "Ou como dirás a teu irmão: 'Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão." Mateus 7:4,5

Você não tem direito de repreender o seu próximo, sendo que você tem a mesma conduta pecaminosa dele! Tire primeiro a trave do seu olho, ou seja, se arrependa, se purifique, e então, repreenda a conduta pecaminosa do teu irmão!
Veja esse outro texto: “Portanto, és inescusável, quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, FAZES O MESMO.” (Rm 2.1)

Então, o problema não está em julgar, mas se PODEMOS julgar.
Se somos restaurados em Cristo, temos que discernir, e repreender a má conduta do teu próximo, oferecendo à ele também, o caminho de arrependimento e conversão.
É claro que tudo deve ser feito na hora certa, com amor e humildade, deve ser algo espiritualmente construtivo, e não para acusar ou denegrir o próximo.

Mas... vamos parar de vitimismo! vamos amadurecer como Igreja de Cristo!

Se quiser assista o vídeo abaixo:



Então, hoje existe uma grande diferença entre Igreja de Cristo e o pecado. A verdadeira Igreja de Cristo MORREU! Morremos para o mundo e para o pecado, e hoje somos uma nova criatura em Cristo Jesus!
Assim como Cristo nos entregou, devemos nos entregar pela causa do evangelho!

"Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim." - Gálatas 2:20


Marcos Paulo Goes

Nenhum comentário