Últimas

DOMO DA ROCHA “EM VIAS DE EXTINÇÃO” - AFIRMA A CNN


A cadeia norte-americana de TV "CNN"divulgou na semana passada uma lista daquilo que considera serem as "25 magníficas estruturas em vias de extinção", estando a Cidade antiga de Jerusalém no topo da lista.
A cadeia noticiosa citou a "tensão política" como razão primária para que o sítio se encontre em perigo.
A Cidade velha, bem como as suas muralhas, encontra-se desde 1982 à cabeça da "Lista do Património Mundial em perigo"organizada pela UNESCO, segundo proposta feita pela Jordânia.

A Cidade velha é aquela que há mais tempo tem estado continuamente nesta lista da UNESCO. A CNN divulgou a lista, destacando o "Domo da Rocha" do meio dos outros 200 monumentos anualmente visitados por milhões de turistas que visitam Jerusalém.

A parte oriental de Jerusalém, incluindo a Cidade velha, ficou sob domínio jordano desde 1948, durante a Guerra da Independência de Israel. Em 1967, durante a Guerra dos Seis Dias, a Cidade foi reunificada e anexada por Israel, uma medida que até ao dia de hoje não tem sido reconhecida a nível internacional. Desde essa altura que a Cidade tem sido um epicentro de conflitos.
Num desastroso esforço para manter a estabilidade, logo após a reunificação, o governo israelita optou por ceder o controle do Monte do Templo à Waqf muçulmana sediada na Jordânia. Este mesmo Monte onde outrora foram erigidos o primeiro e o segundo Templo...

E as consequências desta desastrosa decisão são fáceis de ver: os não muçulmanos (judeus e cristãos) estão proibidos de fazer quaisquer orações ou leituras da Bíblia no Monte; qualquer espécie de ritual religioso não islâmico é imediatamente combatido, muitas vezes de forma violenta; o acesso ao Monte por parte de judeus e não muçulmanos tem bastantes restrições; e como se isto não bastasse, na semana passada a comunicação social divulgou a imagem de uma bandeira negra do "ISIS" desfraldada no Monte...
Realmente o local mencionado pela CNN está "em vias de extinção"e o próprio Monte em si, mas não pelas razões apontadas pela CNN. A Waqf muçulmana continua a fazer escavações no local, e isso sem qualquer autorização ou métodos de preservação. Isso, sim, põe em causa a estabilidade do lugar...
Para além disso, a Waqf muçulmana tem vindo a ser acusada de andar a tentar destruir evidências arqueológicas que comprovam a presença judaica na região e no Monte do Templo.

Shalom, Israel!

Via: http://shalom-israel-shalom.blogspot.com.br/2015/07/domo-da-rocha-em-vias-de-extincao.html

Nenhum comentário