Últimas

CENSURA NA SURDINA: MARIA DO ROSÁRIO APRESENTA PROJETO PARA DAR AO GOVERNO O CONTROLE SOBRE PEQUENAS MÍDIAS, SITES E BLOGS


Maria do Rosário apresenta projeto que pode dar ao GOVERNO o CONTROLE sobre pequenas mídias, sites e blogs.

O PL 1677/2015 está escondido em meio aos muitos que aguardam parecer. Mas, pode ser aprovado como um relâmpago se a sociedade não estiver atenta.

Maria do Rosário (PT-RS), nem sempre tão discreta, apresenta sua proposta sem chamar a atenção. Ela o faz como se quisesse beneficiar pessoas físicas e pequenos empresários, donos de blogs, sites e mídias com tiragem de até 20 mil exemplares. Contudo, como quase tudo que vem da esquerda brasileira, o projeto tem um objetivo oculto, mascarado por trás das gentilezas e sorrisos. Não passa de mais uma arma a ser aplicada dentro da já conhecida revolução cultural.

“Art. 1º Todos os órgãos e entidades das três esferas de governo,
assim como empresas públicas e sociedades de economia mista, deverão destinar às mídias
regionais pelo menos 20% (vinte por cento) do total de recursos alocados à veiculação de
publicidade institucional e comercial.“

A esquerda aos poucos, graças ao empenho da sociedade esclarecida brasileira, está perdendo a batalha na grande rede. Nas redes sociais as páginas com maior número de leitores e participação são voltadas para a oposição e denúncia do que ocorre nos bastidores do poder. Nas redes sociais os grupos com maior participação são de oposição.

Ao contrário das grandes redes de TV e sua mídias digitais, os sites de pequeno e médio porte voltados a produção e distribuição de informação isenta não se sustentam por meio de propaganda estatal, o fazem como deve ser, de forma independente, sem intromissão do estado, com publicidade gerada por empresas totalmente desvinculadas do governo.

Essa independência faz com que entre esses sites ocorra uma espécie de concorrência sadia. Crescem mais aqueles que investem na produção de conteúdo de qualidade. Se Maria do Rosário conseguir alavancar sua proposta isso pode criar nas pequenas mídias, sejam impressas ou online, um vínculo de dependência com o governo. Isso alavancaria financeiramente aqueles que se submetessem a exibição de conteúdo produzido de acordo com os interesses do estado, ao mesmo tempo que extinguiria aqueles que não caíssem nas graças dos governantes.

Outra coisa que chama a atenção é o fato de a própria Maria do Rosário ter o costume de usar “mídias regionais” para fazer publicidade do seu mandato. Consta que ela, ainda esse mês, (junho/15)gastou R$ 4.980,00 da COTA parlamentar para imprimir o que chama de Cartilha do Mandato. Em novembro de 2014 a deputada também investiu nesse setor, quando mandou “criar posts para internet e redes sociais”. Em dezembro a deputada também gastou em mídia, determinou, com dinheiro público, que fossem impressas 10 mil “revistas mandato” ao preço de R$ 7.980,00



Em 2013 o governo gastou R$ 2.3 bilhões em propaganda. Isso dá um poder incrível àquele que detém o direito de escolher quem exibira os comerciais, anúncios, vinhetas etc. Aqueles privilegiados pelo governo tem capacidade de esmagar a concorrência. O que deveria ocorrer é a proibição total da aplicação de recursos em propaganda institucional, ou que pelo menos se reduzisse isso ao extremamente essencial, como campanhas de vacinação, contra a dengue e coisas do gênero.

Via: http://opesadelodospoliticos.com/2015/06/maria-do-rosario-apresenta-projeto-que-pode-dar-ao-governo-o-controle-sobre-pequenas-midias-sites-e-blogs.html

Nenhum comentário