MENSAGEM: “QUASE...” - Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Últimas

MENSAGEM: “QUASE...”


"Agripa  disse a Paulo:  Por pouco você me convence a tornar-me cristão (Atos 26.28)"
"Uma única decisão nos levará  para junto ou para longe de Deus"

Um candidato quase foi aprovado no vestibular; um único erro o reprovou. Um time de futebol perdeu um pênalti no último minuto de jogo; quase foi campeão. Um político perdeu a eleição por poucos votos; quase foi eleito. O mundo está cheio de pessoas quase bem-sucedidas, quase eleitas, quase universitárias, quase campeãs. Pouco faltou, mas ficaram no quase...

O mesmo ocorre na vida espiritual, mas aí o problema é mais grave, pois diz respeito ao destino da alma.  Vestibular, campeonato, eleição podem ser recuperados, mas na condição do quase do mais ou menos não traz reconciliação com Deus. Diz a Bíblia que "o homem está destinado a morrer uma só vez e depois enfrentar o juízo". (Heb 9:27)

Jesus nos alerta e nos convida  à paz com Deus, e permanecer,  mas isto requer prioridade total.  Em Marcos capítulo 10.17-31  é bem esclarecedor: "Nem o amor e apego aos bens ou aos outros interesses pessoais pode ficar acima do amor a Deus".

O jovem rico que, ao ouvir  de Jesus que para entrar no reino de Deus só lhe faltava  vender tudo o que tinha e dar a renda aos pobres, retirou-se triste  porque era dono de muitas riquezas. "Foi um quase salvo." O rei Agripa também foi um quase salvo, ao ouvir do apóstolo Paulo a respeito de Cristo, disse-lhe o que lemos no versículo em destaque e depois  retirou-se.  Os discípulos ficaram perplexos, e perguntavam uns aos outros: "Neste caso, quem pode ser salvo?" Observe a reação de Pedro "Nós deixamos tudo para seguir-te".

Os mandamentos: "Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não enganarás ninguém, honra teu pai e tua mãe," ressentimentos, orgulho, inveja, e apego ao mundo tudo isto vai nos impedir de  libertar-nos do quase. Ninguém entra no reino dos céus se não deixar o que não combina com a vontade e santidade de Deus.  Uma única decisão nos levará para junto ou longe de Deus.  No futebol existe a  prorrogação,  no colégio há recuperação, numa eleição pode haver um segundo turno, mas na vida espiritual  pode não haver segunda chance." O tempo é agora. Vocês sabem o que lhes acontecerá amanhã! O que é a nossa vida?  É como  uma neblina que passa e logo se dissipa" (Tiago 4.14). "Uma voz ordena: "Clame"e eu pergunto: o que clamarei? "Que toda a humanidade é como a relva, e toda a sua glória como as flores do campo. A relva murcha e cai a sua flor, quando o vento do Senhor sopra sobre eles; o povo não passa de relva. A relva murcha, e as flores caem,  mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre"(Isaias 40.5-8; I Pedro 1.24)

Não há fórmula alternativa.                                                                                                                       Jesus disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim" (João 14.6)

Para se chegar ao tão desejado, o único e verdadeiro Reino de Deus existe logicamente um caminho que no trajeto pode surgir alguns contra tempo, tipo tempos terríveis ( II Timóteo 3 ) como uma leve e momentânea aflição não reclame  tenham paz,  bom ânimo,  "vocês terão apenas de passar..." afinal, Jesus já venceu por você (João 16.33). Então qual é a tua decisão.. de divórcio  a condição do QUASE com morte de cruz, lembre-se não haverá segundo tempo, e pra clarear a memória: "Conheço as tuas obras; sei que não és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente!  Assim, porque és morno, nem quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca (Ap 3-15,16).

"Para todos que  estão em Cristo"

Ministério Libertar - Junho 2015 - Vera Goes, Pr

Parte de Série "DECISÕES"



Vera Goes


Pastora e missionária há quase 40 anos,
faz parte da Casa de Adoração e Evangelização Libertar

Nenhum comentário