Últimas

“FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DA FAMÍLIA” COM EVANGÉLICOS E HOMOSSEXUALISTAS JUNTOS?

É o que tenho dito... tudo é interesse político... tudo é mídia... tudo é dinheiro...

Depois dos líderes evangélicos estarem aos pés de Michel Temer para fazerem acordos, agora os mesmos estão juntos com ativistas gays, na mesma bancada...

Deus nunca esteve interessado em "ajudar" politicamente esses tais evangélicos...
Deus não está nem aí com isso, e a verdadeira Igreja, desinstitucionalizada e espiritual, que renunciou a si mesmo por amor à Cristo, que cultiva santidade através do evangelho da cruz, também nunca deveria estar!
Por vivermos o evangelho, seremos odiados pelo mundo! Vivemos como estrangeiros aqui!

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim.
Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia." - João 15:18,19

Segue a notícia:

O senador Magno Malta (PR-ES) foi eleito presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida (FPMDFAV), relançada na quarta-feira passada (20) no auditório Petrônio Portella, no Senado.


O título mais apropriado deveria ser Frente Parlamentar em Defesa e Contra a Família, porque os senadores Romário (PSB-RJ) e Ana Amélia (PP-RS), que foram eleitos para ocupar as duas vice-presidências da FPMDFAV, são conhecidos apoiadores da causa homossexual, inclusive “casamento” gay. Isto é, eles são inimigos da família natural.

No que se refere ao homossexualismo, Romário é um show. Ele foi flagrado de mãos dadas saindo com um transexual em 2013. O UOL Notícias revela que ele teve um caso homossexual de um ano.


Romário com transexual

Perguntado pela mídia se ele é a favor do “casamento” gay, Romário respondeu: “Sou, pô. Eu sou a favor da felicidade. Cada um dá o que é seu e f...-se os outros.” Como é que uma criatura dessa vai parar na vice-presidência de uma iniciativa pró-família? Como é que ele vai conseguir defender a família natural se ele defende a família contra a natureza?

Alguns evangélicos estão cientes desse escândalo na FPMDFAV e estão preocupados.
Em entrevista ao Blog Julio Severo, Paulo Teixeira, do Blog Holofote, desabafa: “Discordo que a senadora Ana Amélia seja integrante da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida, pois ela já tem uma posição definida em relação a ‘outra forma de família.’ Em 2011, na iminência do STF decidir se o regime jurídico das uniões estáveis previsto no Código Civil poderia ser estendido aos ‘casais’ homossexuais, a senadora manifestou ser favorável ao reconhecimento dessa ‘união,’ classificando-a como um ‘direito inquestionável’ dessas pessoas, conforme publicou o Jornal do Comercio em 3 de maio de 2011. Em outra oportunidade, Ana Amélia, em evento com Marta Suplicy e ativistas LGBT, manifestou apoio pela aprovação do PLC 122 (Lei da ‘Homofobia’).”

Teixeira também disse: “Outro senador que não merece estar na Frente comandada por Magno Malta é o senador Romário. O ex-jogador manifestou em entrevistas passadas ser favorável ao ‘casamento’ gay. De acordo com notícia publicada no site da Band, Romário saiu em defesa de Jean Wyllys e seu projeto sobre ‘casamento’ gay: ‘O Jean (Jean Wyllys-PSOL, ex-BBB, autor do projeto) é um cara muito inteligente. Eu sou a favor da felicidade. Se as pessoas se casam e são felizes, independente do sexo, é o que vale.’

Finalizando, o dono do Holofote cobra: “Como podem, então, ser esses senadores integrantes de uma Frente que defende ideais diferentes? O senador Magno Malta precisa explicar isto, sob pena de a referida Frente começar sob a suspeição de ser apenas mais um instrumento politiqueiro para colocá-lo em evidência.”

O relançamento da Frente teve a participação de outro senador evangélico, Walter Pinheiro (PT-BA), um notório ativista de causas socialistas. O Bispo Manoel Ferreira, antigo aliado do Rev. Moon, também estava presente.

Malta defendeu o projeto do Estatuto da Família, cujo objetivo é defender valores pró-família contra o “casamento” homossexual e a legalização do aborto.

A intenção dele é excelente. Mas como ele espera defender o casamento e a família natural quando seus dois vice-presidentes defendem um casamento fajuto e uma família contra a natureza?

Na mídia evangélica, o relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida deu destaque ao senador Magno Malta. Com esse destaque, ficou fácil ver que o propósito é defender a família. A presença de Malta torna a imagem da Frente positiva.

Contudo, com a revelação de que dois vice-presidentes da Frente são homossexualistas (ativistas em favor das causas homossexuais), a imagem que ficou é que a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida vai lutar por qualquer tipo de “família,” seja natural ou contra a natureza. A presença de dois, ou mais, homossexualistas torna a imagem da Frente negativa.

Se de fato Magno Malta pretende lutar a favor da família, ele terá de começar fazendo isso dentro de sua própria Frente.

Ele precisará ajudar os senadores Romário e Ana Amélia a aceitarem Jesus Cristo como Salvador e Senhor. Só assim eles abandonarão seu ativismo homossexualista contra a família natural. Do contrário, o conflito será inevitável numa frente supostamente pró-família em que o presidente é contra o “casamento” gay, mas os vice-presidentes são a favor.

Com informações da Agência Senado.

Nenhum comentário