Últimas

“TEÓRICO DA CONSPIRAÇÃO” É PRESO APÓS CHAMAR O ATENTADO DE SANDY HOOK DE FARSA


Um teórico da conspiração foi preso e condenado a passar por uma avaliação de saúde mental depois de ter ligado para várias escolas em Newtown afirmando que o tiroteio de Sandy Hook em 2012 foi uma "farsa".

Timothy Rogalski de 30 anos de idade ligou para a Sandy Hook Elementary School na terça-feira de manhã e deixou quatro mensagens na secretária eletrônica da escola antes de falar com um assistente administrativo. Usando o nome de seu pai, Rogalski disse que queria matricular uma criança na escola, mas queria ter certeza de que não ocorreriam mais "falsos" tiroteios.

Depois de ligar para outras duas escolas em Newtown, a polícia localizou o número de Rogalski e prendeu-o em sua casa.

Embora o comportamento de Rogalski fosse idiota e suas observações, sem dúvida, ofensivas para muitos, a alegação de que os telefonemas eram de natureza "ameaçadora" está em debate.

"Eu só queria ter certeza de que não ia haver um falso tiroteio no dia em que o matriculei," mostraram as gravações do tribunal sobre o que Rogalski disse. "Eu só queria esclarecer que ele não iria levar um tiro por um falso Adam Lanza."

Rogalski, subsequentemente, deu seu nome como Dawn Hochsprung, o nome do falecido diretor, antes de acusar a escola de ganância por tirar as doações de caridade.

Rogalski pediu desculpas por seus comentários, mas afirmou que ele nunca teve a intenção de ameaçar ninguém.

"Eu sei que pode haver pessoas ofendidas, mas eram palavras, e eu não fiz ameaças. Eu não ia fazer nada", disse Rogalski.

Rogalski está sendo detido com uma fiança de US$ 50.000 e será submetido a um exame psicológico. Ele foi acusado de assédio e vai comparecer ao tribunal novamente em 22 de abril.

Houve inúmeros casos de americanos sendo presos e forçados a passar por testes psicológicos devido a crenças políticas controversas nos últimos anos.

O exemplo mais notório ocorreu em 2012, quando o ex-veterano do Iraque e Afeganistão, Brandon Raub foi sequestrado de sua casa pela polícia, FBI e agentes do Serviço Secreto e foi forçosamente preso em um hospital psiquiátrico pelas autoridades da Virginia em resposta às publicações no Facebook, as quais o FBI considerou "terroristas" por natureza. As publicações de Raub questionaram a versão oficial do 11/9 e fez referência à corrupção dentro do governo dos Estados Unidos e do Federal Reserve.

Veja abaixo a matéria sobre o caso:

Fonte: Infowars e A Nova Ordem Mundial

Nenhum comentário