Últimas

LIXO ESPACIAL: ESPAÇONAVE RUSSA PODE CAIR NA TERRA APÓS FALHA AO ENTRAR EM ÓRBITA

nave-cargueiro Progress M-27M durante lançamento a partir da base de Baikonur, no Cazaquistão

Um cargueiro russo que levava suprimentos aos astronautas que estão a bordo da ISS (Estação Espacial Internacional) perdeu o controle ao entrar em órbita e cai em direção à Terra.

A nave decai gradualmente em razão do arrasto causado pela atmosfera terrestre. Ela foi projetada para não sobreviver à reentrada e queimar, mas alguns detritos podem sim chegar ao chão.

Por isso, os engenheiros russos ainda se esforçavam para recuperar algum controle do veículo e direcioná-lo para uma queda no mar, mas as tentativas de contato com a nave não foram muito bem-sucedidas

"O acoplamento da nave-cargueiro à ISS já não é possível. O importante agora é garantir uma saída mais ou menos controlada da nave de órbita", disse um analista do Centro de Controle de Voos Espaciais.

Há um vídeo que mostra imagem gerada pela espaçonave, que está girando sem controle. veja abaixo:

Veja vídeo

De toda forma, mesmo caindo de maneira descontrolada, ela oferece risco pequeno para a população da Terra. O fato de o planeta ter três quartos de sua superfície coberta por água ajuda nisso.

Também não há risco de o cargueiro se chocar com a Estação Espacial Internacional. A agência estatal Roscosmos estima que a nave possa reentrar na atmosfera terrestre entre 5 e 7 de maio.

TRAJETÓRIA
O cargueiro Progress M-27M, não tripulado, foi lançado por um foguete Soyuz do Cazaquistão na terça-feira (28). Ele levava três toneladas de suprimentos, incluindo combustível, oxigênio e alimentos, para os seis astronautas que estão a bordo da estação.

A tripulação em órbita tem quatro meses de suprimentos já a bordo, e em dois meses o próximo reabastecimento deve chegar, de forma que nada deve mudar na rotina dos astronautas.
Editoria de Arte/Folhapress


A nave deveria chegar à Estação Espacial Internacional seis horas depois de seu lançamento, mas a falha ocorreu assim que a nave entrou em órbita. A comunicação com o cargueiro falhou –houve perda de dados de telemetria–, e ele começou a girar descontroladamente.

Falha

As causas ainda não são conhecidas. A origem do problema poderia estar no próprio cargueiro ou algo pode ter ocorrido com o terceiro estágio do foguete.

"Provavelmente a falha está relacionada à separação do veículo lançador, mas é impossível dizer agora quem é culpado", afirmou Alexander Ivanov, da agência estatal Roscosmos.

Um relatório deve ser elaborado ainda em maio com uma análise da falha.

Estima-se que o custo do lançamento e da espaçonave seja de US$ 50,8 milhões. Segundo a Nasa, nenhum equipamento a bordo do cargueiro era crítico para a seção americana da ISS.

Cerca de cem cargueiros Progress foram lançados desde 1978. O envio de suprimentos para a ISS era visto como seguro e rotineiro.

Via: Folha

Nenhum comentário