Últimas

EUA: MARXISMO TOMA AS RUAS DE BALTIMORE E TOQUE DE RECOLHER É DECRETADO

Manifestante pula em carro de polícia durante protesto em Baltimore, Maryland, EUA

Assim como aconteceu com a cidade de Ferguson, a guerra de classes marxista (nesse caso, a racial), toma Baltimore, e pelo visto, o conflito parece ser mais violento, a ponto de ser decretado toque de recolher, as pessoas podem sair às ruas apenas por dois motivos: emergência médica, ou ida ao trabalho, e continuando assim, uma lei marcial está muito próxima de ser promulgada, com a Guarda Nacional podendo atirar em quem eles quiserem. E tudo isso debaixo dos olhos de Obama. Ele quer caos.

O prefeito de Baltimore declarou na noite desta segunda-feira o toque de recolher na cidade a partir de terça, e anunciou que a Guarda Nacional será utilizada assim que possível para se enfrentar os protestos violentos pela morte de um jovem negro detido por policiais.



"Muitas gerações já ajudaram a construir esta cidade e não permitiremos que seja destruída por vândalos", assinalou o prefeito Stephanie Rawlings-Blake ao anunciar o toque de recolher.

A decisão foi anunciada logo após o governador do Estado de Maryland, Larry Hogan, declarar o estado de emergência em Baltimore, abrindo caminho para a convocação da Guarda Nacional.

Os novos episódios de violência em Baltimore, que deixaram sete policiais feridos, vários detidos e lojas saqueadas, ocorreram após o enterro de Freddie Gray, que morreu no hospital com traumatismos após ser detido pela polícia.

"Os saques e atos de violência não serão tolerados. Em resposta (aos distúrbios) coloquei a Guarda Nacional em alerta para que possa ser mobilizada rapidamente", disse o governador Larry Hogan antes da decisão do prefeito Rawlings-Blake.

De acordo com o capitão Eric Kowalczyk, da polícia de Baltimore, ao menos sete agentes da polícia ficaram feridos nesta segunda-feira, durante protestos violentos e saques reprimidos com vigor pelas autoridades.

Via: Exame e http://beforeitsnews.com/

Nenhum comentário