Últimas

Falsa bandeira: Obama admite participação dos EUA no golpe de Estado na Ucrânia

EUA, Crimeia, Ucrânia, crise, confrontos, declaração, política, Barack Obama

Os Estados Unidos tiveram uma participação ativa no golpe que levou autoridades pró-ocidentais ao poder na Ucrânia em fevereiro de 2014, segundo afirmou Barack Obama à rede CNN neste domingo.

Em entrevista, o chefe da Casa Branca disse que "o Sr. [presidente da Rússia, Vladimir] Putin tomou essa decisão em torno da Crimeia e da Ucrânia, não por causa de alguma grande estratégia, mas, essencialmente, porque foi pego de surpresa pelos protestos no Maidan e [pelo então presidente da Ucrânia Viktor] Yanukovich fugindo em seguida depois que nós intermediamos um acordo para a transição de poder na Ucrânia".

A decisão de Yanukovich de não assinar um acordo de associação com a União Europeia no final de 2013 desencadeou uma onda de protestos em massa em todo o país, que culminou com o golpe de Estado de fevereiro. Na sequência da mudança de poder e com a ascensão do nacionalismo agressivo na Ucrânia, a Crimeia decidiu em referendo se juntar à Federação da Rússia em março de 2014, quando 96% por cento dos eleitores foram a favor da reunificação.

Via: Voz da Rússia

Nenhum comentário