Últimas

Especialista em terror afirma: “A Fox News está literalmente trabalhando para o ISIS”



A rede foi criticada por hospedar vídeo sem censura de execução do piloto jordaniano

Após a Fox News se tornar a única grande emissora a transmitir o vídeo completo sem censura do piloto jordaniano sendo queimado até a morte, o especialista em terror Malcolm Nance acusou a rede de "literalmente trabalhar para o ISIS".

O vídeo, que mostra a execução cinematográfica arrepiante e brutal de Muadh al-Kasasbeh, não foi transmitido por qualquer outra rede e as cópias do mesmo carregados para o YouTube e outros sites de compartilhamento de vídeos foram deletadas quase que instantaneamente.

No entanto, a Fox News está hospedando o vídeo completo de 22 minutos em seu site com as palavras acima, "alerta, vídeo extremamente forte".

"[Fox News] está literalmente - literalmente - trabalhando para a al-Qaeda e braço da mídia do ISIS", disse Nance, o diretor executivo do grupo de pesquisa do Terror Asymmetrics Project on Strategy, Tactics and Radical Ideology, ao The Guardian.

"Eles são uma organização terrorista. Eles procuram atingir o terror nos corações e mentes das pessoas em todo o mundo, e, pela perpetuação desses vídeos e colocando-os lá fora, na internet, certamente ampliam a audiência e os potenciais efeitos", acrescentou ele, acusando a Fox News de promover o ISIS como uma "plataforma".

"Eles poderiam muito bem começar a enviar a eles cheques de royalties", brincou Nance.

É interessante notar que a cobertura da mídia das execuções do ISIS tinha sido reduzida significativamente antes de queimarem o piloto da Jordânia, com uma sensação de "fadiga de decapitação" insinuado na cobertura da imprensa.

"Queimá-lo vivo também seria algo novo que poderia atrair mais cobertura da mídia, o qual é o objetivo de muitos ataques terroristas", disse James Phillips, pesquisador sênior de assuntos do Oriente Médio na Heritage Foundation.

Parece muito provável que o sofisticado braço de mídia do ISIS viu o novo método brutal de execução como forma de recuperar a atenção da mídia ocidental - apesar do fato de que queimar pessoas é especificamente proibida pelo Islã.

Dada a controvérsia em torno da decisão da Fox News de hospedar o vídeo, também é interessante lembrar o aviso da polícia britânica do ano passado que as pessoas que apenas assistirem os vídeos de propaganda do ISIS, por qualquer razão, poderiam enfrentar prisão sob as leis anti-terroristas.

Fontes:
- Infowars: TERROR EXPERT: FOX NEWS IS “LITERALLY WORKING FOR ISIS”
- The Guardian: Fox News website embeds unedited Isis video showing brutal murder of Jordanian pilot
- Daily Signal: Why ISIS Burned Jordanian Pilot Alive
- Infowars: HOW ‘ISLAMIC’ IS THE ISLAMIC STATE?
- Standard: Scotland Yard warns people could be arrested under anti-terror laws for viewing footage of the killing of US journalist James Foley

Via: http://www.anovaordemmundial.com/

Um comentário

Gerson Machado de Avillez disse...

O mais intrigante é o fato deles odiarem a cultura ocidental, mas fazer um vídeo editado e produzido com qualidade e no padrão de Hollywood!