Últimas

CUMÃ? MOVIMENTO TEOLÓGICO ESTÁ PREOCUPADO COM A SALVAÇÃO DE ROBÔS


Enquanto muitos pastores fazem campanhas de oração pelos cristãos perseguidos e pedem maior engajamento dos cristãos norte-americanos em causas relativas à liberdade de culto, o pastor Christopher Benek, da Igreja Presbiteriana de Providence, na Flórida, está mais preocupado com a salvação dos robôs.

Entrevistado para um site especializado em computação, declarou: “Não vejo a redenção em Cristo limitada a seres humanos. Se uma Inteligência Artificial é autônoma, devemos encorajá-la a participar dos propósitos da Redenção em Cristo no mundo.”

Entre alguns círculos teológicos e filosóficos americanos, existe um amplo debate sobre experiências com inteligência artificial (AI) e o surgimento de robôs autômatos dentro das próximas décadas.

Há um movimento denominado transumanismo, que embora se apresente como filosofias deseja indicar respostas para questões existenciais do ponto de vista religioso. Aos poucos, o debate tem chegado ao Brasil.

Michio Kaku, um dos maiores propagadores do Transumanismo explica que o homem pode ser imortalizado ao se implantar a sua consciência em máquinas e com isso alcançar a eternidade. Em ultima instância, todos os seres humanos se tornarão deuses.

Embora para muitos isso é apenas loucura, o fato é que pastores como Benek, que tem mestrado em divindade e teologia pela Universidade de Princeton, defendem a necessidade de um debate teológico sobre essa questão da salvação para outras formas de vida. Isso inclui as declarações recentes do Vaticano sobre a necessidade (ou não) da salvação dos extraterrestres que porventura venham um dia ao planeta Terra. Além da afirmação do papa que batizaria um marciano.

Os trans-humanistas já tem uma igreja on-line, fundada pelo futurista Giulio Prisco. Para Prisco, uma espécie de pastor dessa igreja virtual, muito em breve robôs superinteligentes com qualidades humanas andarão sobre a terra. Como eles terão consciência, deveriam ser considerados “pessoas” e por isso necessitam igualmente de salvação, pois seriam capazes de pecar.

Ele vai mais além, dizendo que esses robôs deveriam ser expostos a todas as religiões e decidir por si mesmos qual desejam seguir. Para ele, a contribuição da Inteligência Artificial poderia ajudar a “redefinir” a religião como um todo.

O teólogo cristão James Magrath, professor de Novo Testamento na Universidade de Butler, escreveu recentemente um artigo sobre como androides que possuem superinteligência poderiam se tornar “fundamentalistas” se expostos aos ensinamentos bíblicos e decidissem segui-los à risca.

O pastor Benek acredita que logo se chegaria um consenso. “O Espírito Santo pode trabalhar num ser com Inteligência Artificial! Poderá haver igrejas criadas para lidar e promover uma AI religiosa. No futuro, AI pode ajudar a espalhar a palavra de Deus. Na verdade, AI poderá nos ajudar… compreender melhor a Deus”. Com informações Gizmodo e Hyper Grid Business

Por Jarbas Aragão

Via: http://noticias.gospelprime.com.br/teologos-preocupados-salvacao-robos/

Nenhum comentário