Últimas

“Baralho Illuminati”: Carnaval celebra o satanismo como se fosse conto infantil


Vejam como a elite expõe suas insanidades à público. Carnaval sempre foi e sempre será um antro de perdição Satânico. Figuras illuminati e apologia ao inferno como se fosse tudo muito bom e lindo. Mal sabem os que amam esta festa que o caminho deles é este mesmo, o inferno.

[Imagem: 178163964999840.jpg]
"Baralho Illuminati"

Confira o enredo: http://www.gavioes.com.br/p/enredo

Aqui esta o do setor 4:

4º SETOR

A outra face do baralho - O macabro

"Nas suas andanças, o baralho caminhou em direção das trevas e se abrigou nos lugares mais sombrios da mente humana. Dessa vez, torna-se instrumento propagador de ideologias.
Das suas simbologias surgem interpretações aterrorizadoras capazes de provocar pavor e medo a qualquer desavisado.
Então cuidado, porque as cartas revelam a outra face do baralho - o macabro, o diabólico. Será o baralho uma semente do mal? Façam suas apostas, porque o jogo pode ser fatal!

Louvando a Satanás

Tudo começou pela teoria do fim do mundo em 2012 previsto pelo calendário Maia. Nessa onda de prever o fim do mundo, os Illuminati, dão continuidade a essa ideologia, porém com base na teoria da conspiração, também conhecida como a Nova Ordem Mundial.

Os Illuminati, baralho inventado por Steven Jackson , traz à luz do saber ideologias que tratam da reconstrução do mundo através da redução do número de pessoas na Terra. Verdade ou mentira, esse jogo ganhou adeptos e credibilidade por parte de seus apreciadores. Uma de suas cartas prenunciava tragédias nos EUA, essa teoria ganhou força com o atentado terrorista as torres do World Trade Center. Tragédia anunciada nas cartas do baralho Illuminati.

Anterior aos Illuminati, na guerra do Vietnã, os EUA usou como símbolo do agouro o Às de espadas - a carta da morte. A maldição ronda o baralho e ele torna-se o vilão dessa história, uma vez que os soldados americanos colocavam uma carta de baralho na mão do inimigo morto. Em uma forma de guerra psicológica os americanos lançavam baralhos alterados com mais ases de espada sobre áreas de atividade dos vietcongs para atemorizá-los.

Para os religiosos é um jogo que semeia discórdia e tem interpretação diabólica, voltado para criar confusão e disseminar o ódio e o vício do jogo. Porém no século XVII atribuíram-se significados específicos às cartas com figuras, representando personalidades históricas e bíblicas.

São elas:

Rei de Ouros - Júlio César, geralmente portando um machado que simboliza as legiões romanas;

Rei de Espadas - o rei israelita Davi;

Rei de Copas - o rei Carlos Magno;

Rei de Paus - Alexandre, o Grande;

Dama de Ouros - Raquel, esposa de Jacó;

Dama de Espadas - A deusa grega Atena;

Dama de Copas - Judite, personagem bíblica católica;

Dama de Paus - Elizabeth I de Inglaterra;

Valete de Ouros - Heitor, Príncipe de Tróia;

Valete de Espadas - Hogier, primo de Carlos Magno;

Valete de Copas - La Hire (Étienne de Vignolles);

Valete de Paus - Sir Lancelot.

Então, baralho do mal ou do bem?

É comum em muitos lares o uso do jogo como passatempo e brincadeiras inocentes. Outros, no entanto, ainda não conseguiram LARGAR antigos vícios. Terminam por produzir testemunho negativo junto aos incrédulos, que insistem em afirmar igualdade de comportamento com os filhos de Deus. Ao serem advertidos, reafirmaram a inocência de tal proceder. (não há nenhum pecado num simples jogo de cartas entre pessoas DE FÉ), dizem. Mas o significado da própria palavra baralho, contesta tal afirmação. A palavra significa: confusão, conflito, desordenar, embaralhar. Tal significado seria suficiente para a não existência de baralhos em lares de cristãos, crentes, pessoas de fé ! 

Façam suas apostas e tente revelar o lado oculto das cartas!"

-------

Ora vem Senhor Jesus!

Nenhum comentário