“Amigos de Dilma”: Governo Brasileiro se REUNIU com o HAMAS na Cisjordânia - Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Últimas

“Amigos de Dilma”: Governo Brasileiro se REUNIU com o HAMAS na Cisjordânia



Isso a mídia divulga sutilmente, sem fazer alarido...
E esta amizade já é antiga... quando Lula era presidente, o governo doou 25 MILHÕES de Reais aos terroristas islâmicos.

Diplomatas brasileiros reuniram-se na quinta-feira (12) com membros do grupo radical palestino Hamas. O encontro ocorreu no Conselho Legislativo Palestino em Ramallah, na Cisjordânia.

Segundo a apuração da Folha, os diplomatas se encontraram também em outras ocasiões com membros do Hamas. As reuniões são vistas como encontros com fontes locais para avaliar a situação política, e não como atos oficiais.

Não há uma regularidade dos encontros. No entanto, de acordo com a interpretação do Itamaraty, elas são necessárias, porque o grupo "é parte do governo".

Assim, não é incomum ter representantes do Hamas "na sala", em eventos com participação de diplomatas brasileiros. Segundo um diplomata ouvido pela reportagem, "não existe uma relação da diplomacia brasileira com o Hamas, mas existe uma relação com o governo palestino, do qual o Hamas faz parte".

Entre os assuntos debatidos no encontro da última quinta-feira estavam o papel do Egito na política regional e o governo de unidade construído, em 2014, entre as facções palestinas Hamas e Fatah. Também foi discutido o surgimento de grupos radicais, como o Estado Islâmico.

A prática é realizada por outros países na região, que mantêm reuniões diplomáticas –evitando os altos níveis– com a organização.

Há notícias de que ex-diplomatas americanos ligados à administração tenham esse tipo de contato.

A representação brasileira em Ramallah está, em teoria, estruturalmente ligada à embaixada em Tel Aviv (Israel), mas na prática responde diretamente a Brasília.

REUNIÃO

Procurado pela reportagem da Folha, o Hamas não respondeu aos pedidos de entrevista sobre a questão. O encontro com os diplomatas brasileiros está registrado, porém, na versão em árabe de um site considerado como um de seus canais de comunicação.

De acordo com a nota, participaram da reunião de quinta-feira o ministro-conselheiro João Marcelo Queiroz Soares, número dois da representação diplomática brasileira, e o primeiro-secretário Leandro Vieira Silva.

No lado palestino, sentaram-se os parlamentares Ahmad Attoun, Mohammed Totah e Ayman Daraghmeh. Os três são considerados altos membros do Hamas.

TABU

Um encontro com membros do Hamas é considerado, na política regional, um tabu diplomático. O grupo participou, no ano passado, de um confronto militar com o Exército israelense.

O Brasil foi criticado, à época, por ter condenado apenas as ações israelenses. A chancelaria de Israel afirmou então, à Folha, que o Brasil era um "anão diplomático".

O Hamas disputa os territórios palestinos com a facção rival Fatah. Hoje, tem soberania na faixa de Gaza.

Via: Folha

Um comentário

casjunior0874 disse...

https://www.youtube.com/watch?v=sExNvHJVQkE

IMPÍTMAN É MEU ZOVO!”kkkkkkkkkkkk