“Vendedores de Ilusões” - Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar Allahu Akbar

Últimas

“Vendedores de Ilusões”



Por Marcos Paulo Goes

Por muito tempo trabalhei como supervisor de vendas, e cuidando de uma equipe de vendedores, praticamente todos os dias, tinha que criar desde campanhas, até festas temáticas, onde se elogiava e presenteava os melhores vendedores, para assim, motivar o restante da equipe com promessas de mais prêmios, e alavancar as vendas.

Pois bem, hoje a grande maioria daqueles que se nomeiam "Igreja" infelizmente se encontram da mesma forma. Hoje, diversos "líderes", "profetas", "apóstolos", "pastores", abandonaram os princípios bíblicos, e insistem em manter a Igreja distante e omissa da realidade, do juízo de Deus, da necessidade de conversão e mudança. Eles realizam dezenas de Congressos, Conferências, Festivais, Encontros, onde se utilizam de eloquentes pregações, e ministrações repletas de manifestações almáticas, para motivarem e iludirem a massa, através de falsas esperanças, falsas profecias, que não condizem com as Escrituras e com a realidade estabelecida por Deus. Pregam um suposto avivamento, baseado apenas em aquisição de bençãos materiais, poder político e prestígio secular.

O verdadeiro "avivamento" predito no evangelho é baseado no amor à Deus e ao próximo acima de tudo, na renúncia de si mesmo, no arrependimento genuíno de pecados e mudança de caráter, no seguir a Cristo sem ouro, nem prata, nem cobre, nem alforges, nem túnicas, sendo também odiados pelo mundo por pregarem a verdade.

"Assim diz o Senhor dos exércitos: Não deis ouvidos as palavras dos profetas, que vos profetizam a vós, ensinando-vos vaidades; falam da visão do seu coração, não da boca do Senhor.
Dizem continuamente aos que desprezam a palavra do Senhor: Paz tereis; e a todo o que anda na teimosia do seu coração, dizem: Não virá mal sobre vós.
Pois quem dentre eles esteve no concílio do Senhor, para que percebesse e ouvisse a sua palavra, ou quem esteve atento e escutou a sua palavra?
Eis a tempestade do Senhor! A sua indignação, qual tempestade devastadora, já saiu; descarregar-se-á sobre a cabeça dos ímpios.
Não retrocederá a ira do Senhor, até que ele tenha executado e cumprido os seus desígnios. Nos últimos dias entendereis isso claramente.
Não mandei esses profetas, contudo eles foram correndo; não lhes falei a eles, todavia eles profetizaram.
Mas se tivessem assistido ao meu concílio, então teriam feito o meu povo ouvir as minhas palavras, e o teriam desviado do seu mau caminho, e da maldade das suas ações.
Sou eu apenas Deus de perto, diz o Senhor, e não também Deus de longe?
Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? diz o Senhor. Porventura não encho eu o céu e a terra? diz o Senhor.
Tenho ouvido o que dizem esses profetas que profetizam mentiras em meu nome, dizendo: Sonhei, sonhei.
Até quando se achará isso no coração dos profetas que profetizam mentiras, e que profetizam do engano do seu próprio coração?
Os quais cuidam fazer com que o meu povo se esqueça do meu nome pelos seus sonhos que cada um conta ao seu próximo, assim como seus pais se esqueceram do meu nome por causa de Baal.
O profeta que tem um sonho conte o sonho; e aquele que tem a minha palavra, fale fielmente a minha palavra. Que tem a palha com o trigo? diz o Senhor.
Não é a minha palavra como fogo, diz o Senhor, e como um martelo que esmiúça a pedra?
Portanto, eis que eu sou contra os profetas, diz o Senhor, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu próximo.
Eis que eu sou contra os profetas, diz o Senhor, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse.
Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o Senhor, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com a sua vã jactância; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e eles não trazem proveito algum a este povo, diz o Senhor.
Quando pois te perguntar este povo, ou um profeta, ou um sacerdote, dizendo: Qual é a profecia do Senhor? Então lhes dirás: Qual a profecia! que eu vos arrojarei, diz o Senhor.
E, quanto ao profeta, e ao sacerdote, e ao povo, que disser: A profecia do Senhor; eu castigarei aquele homem e a sua casa." - Jeremias 23:16-34

"Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" - Gálatas 4:16

Nenhum comentário