Últimas

Em festa, Lula defende criação de “Nação Latino-Americana” e ouve pedidos de bolivianos que querem votar no Brasil

Ricardo Stuckert Instituto Lula - Lula Visita Bolivianos Sao Paulo

Em visita a um festa da comunidade boliviana em São Paulo na tarde deste sábado (24), o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) defendeu o fortalecimento da integração entre o Brasil e a Bolívia. O petista disse ainda que os imigrantes ajudam no crescimento da economia e que serão considerados brasileiros enquanto o PT governar a capital paulista e o Brasil.

"Nós já avançamos de forma extraordinária, e a relação do Brasil com a Bolívia tem que ser cada vez mais fortalecida, a relação do Brasil com o Mercosul e também com a Unasul [União das Nações Sul-Americanas]. Ai nós iremos construir uma nação latino-americana forte, com o povo vivendo em harmonia, trabalhando, estudando e tendo acesso à cultura", disse Lula.

Durante discurso em palco montado na Praça Cívica Ulysses Guimarães, na região central da capital, o ex-presidente também elogiou o presidente boliviano Evo Morales, que tomou posse na quinta-feira (22) após ser reeleito.

Antes de subir ao palanque, ele visitou barracas de gastronomia e artesanato da cultura boliviana. O percurso foi tumultuado. Lula foi cercado por diversos visitantes e tirou fotos com dezenas deles.

Após descer do palco, Lula não quis dar entrevista aos jornalistas. Ele se negou a responder às perguntas e indicou o prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), que não esteve no evento.

-----

Bolivianos querem votar no Brasil

O rápido discurso de Lula no pequeno palanque foi precedido por diversos elogios do apresentador da festa, que o chamou de “o imigrante mais famoso do Brasil” e “pai da integração social da América Latina”. Após término do discurso o apresentador retomou a palavra e puxou o protesto dos bolivianos. “Aqui vivo, aqui voto”, gritava o público debaixo de chuva.

Ao assumir o microfone, o deputado estadual eleito José Américo (PT-SP) afirmou que o preconceito das elites impede a integração sugerida por Lula. “Só o preconceito das elites das Américas impede uma integração ainda maior”, afirmou o petista.

4 comentários

Eliel Freitas disse...

Contribuem com o crescimento?eles sequer pagam impostos e ainda estao ganhando bolsa famila,que nos que pagamos impostos pagamos

chapa disse...

Para aumentar a corrupção

chapa disse...

Mais,corrupção

Reinaldo disse...

É pura demagogia deste picareta corrupto, que quer acabar com o princípio de nação brasileira, pois se estas pessoas abandonaram seu país, era porque estava muito ruim, sem emprego e sem oportunidade de cresciment. E para ter os benefícios e os deveres,inclusive votos, é só pedir para se naturalizar brasileiro, e ponto.