17 de jan de 2015

Controle: Consumidor terá que informar CPF em compras acima de R$ 400 em supermercados



O fornecimento do número do CPF no ato de pagamento em compras feitas em redes de supermercados, com valor acima de R$ 400, será obrigatória a partir do dia 1º de março. A determinação é da Secretaria da Fazenda do Estado, em acordo com associações e sindicatos do setor e vale para atacado e varejo. O objetivo é inibir a concorrência desleal e ampliar o combate à sonegação do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS). 

De acordo com o superintendente de Administração Tributária da Sefaz, José Luiz Souza, a medida não resultará em aumento de custos para o consumidor e para as redes de supermercado. “Com as informações em mãos, a Sefaz cruzará os dados para verificar se o titular de um CNPJ está adquirindo produtos em grandes quantidades, omitindo não só a compra como a venda das mercadorias. Caso as situações sejam identificadas, o contribuinte será chamado para prestar esclarecimentos na Sefaz”, explica Souza.

Via: http://www.bahianoticias.com.br/

26 comentários:

  1. Como sempre fazem uma patifaria e alegam motivos altamente morais. Querem é cruzar os dados com o IR pra saber se tem alguém sonegando. Fica a dica, se precisarem fazer compra grande, fecha a conta em 399,99 e abram outra, e pau no cu do governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi a primeira coisa q pensei....kkkkk

      Excluir
    2. melhor idéia é isso mesmo! e #paunocudogoverno !

      Excluir
    3. O governo somos nós. .. o pais somos nós
      .. o wue vc quer é proteger sonegadores. .. e estranuo esse seu comentario ser aprovado p9is cintem palavrad de baixo calão. ..

      Excluir
    4. Anti-Mofo, uma pergunta. Quando você vai no supermercado fazer compra grande, de R$ 399 ou mais, você paga em dinheiro...?

      Pergunto pois caso pague com cheque, cartão de débito ou crédito, sua ideia de fechar em 399 a abrir outra eh uma cretinice total, afinal, se eh o IR como você diz, ele te pega pelo banco, mesmo parando em 399...

      Faltou raciocinar um pouquinho né...?

      Querido, esta iniciativa eh excelente, pois coíbe a sonegação por parte dos supermercados!

      Outra pergunta, você tem dinheiro sem origem? Se seu dinheiro eh ganho de maneira correta, você não tem o que temer...

      Eh uma pena ver pessoas contra iniciativas que vem para combater sonegação. Que feio hein Anti-Mofo...

      Excluir
  2. Divida as compras! Ao alcançar 399,99 feche e abra outra!

    ResponderExcluir
  3. Isso mesmo, tá na hora de pedirmos o Impeachment da presidente, seu vice e toda croja do PT

    ResponderExcluir
  4. Existem geradores de CPF aos montes por aí.

    ResponderExcluir
  5. Isso é ridículo! É, estou cada dia mais decepcionada com esse pessoal.

    ResponderExcluir
  6. E Turistas que nao tenham CPF? Não podem comprar mais de R$400?

    ResponderExcluir
  7. Só o povo parar de pedir cupom fiscal

    ResponderExcluir
  8. Sem dúvida isso é para monitora tudo o q vc gasta e ver se vc não está sonegando.

    ResponderExcluir
  9. O cerco esta si fechando a cada Dia

    ResponderExcluir
  10. Devemos informar o CPF da "presidenta", vice, ministros, membros do PT ou qualquer corrupto. Como forma de protesto a este ato.

    ResponderExcluir
  11. No ato da compra devemos informar o CPF da "presidenta", vice, ministros, membros do PT ou qualquer corrupto como forma de protesto a este governo cada vez mais cubano!!

    ResponderExcluir
  12. Primeira coisa que vão fazer é usar CPF de outras pessoas, já que o vendedor não está nem ai para verificar se o CPF é do cliente mesmo.

    ResponderExcluir
  13. E Turistas que nao tenham CPF? Não podem comprar mais de R$400?
    Excelente site. Já está marcado nos meus favoritos. parabéns.
    e muito Swing um abraço

    ResponderExcluir
  14. Luiz Inácio Lula Da Silva; CPF: 070.680.938-68

    ResponderExcluir

Todos os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Site Libertar.

Será feita moderação em casos de desrespeito, xingamentos, palavrões, propagandas sem autorização (spam) e doutrinação religiosa.