Últimas

Canção Nova repreende publicamente padre que orientou fieis a não votarem no PT



Ainda por ocasião das eleições de 2010, quando Dilma foi lançada ao posto de sucessora de Lula e o PT já havia demonstrado um partido totalmente contrario às ideologias familiares e cristãs, apoiando o aborto por exemplo, o padre Jose Augusto, em missa transmitida pela emissora católica Canção Nova, decidiu falar o que até aquele momento nenhum outro líder católico tivera coragem em rede nacional na emissora que representa o meio católico brasileiro, de falar.

O corajoso padre, por mais de 10 minutos dedicou sua missa à alertar os fieis sobre o que poderia acontecer caso o PT mais uma vez galgasse os passos do poder no país.

Eu não posso deixar de falar, porque sou sacerdote da igreja e de nosso Senhor Jesus Cristo (…). Podem me matar podem me prender. Podem fazer o que quiser, não tenho advogado nenhum, podem me processar e se tiver de ser preso serei, não tem problema, mas eu não posso me calar diante de um partido que está apoiando o aborto e a igreja não apoia, não votei e não votarei.

Não sei o que poderá acontecer depois de tudo isso que eu to falando aqui, talvez nem missa das 7 eu celebre mais…Mas a nação brasileira não pode se tornar uma nação comunista, marxista, com terrorista…tendo um a frente mandando um e outro se calar…

Logo após o fim da missa a Rede Canção Nova divulgou uma nota oficial repreendendo as opiniões do padre e dizendo que essa não era a opinião da emissora, reprovando os fatos anunciados por ele.

Confira o vídeo abaixo, com as denuncias e alertas feitos pelo padre José Augusto e logo a seguir o texto de reprovação divulgado pela Canção Nova.



Só lembrando, todas as emissoras brasileiras são concessão pública, ou seja, do governo federal. Lembra do tal rabo preso? Pois é. Ou faz tudo direitinho ou perde seu brinquedinho…é mais ou menos assim.

Um comentário

JOSHAUMBRA M Nunes disse...

Li numa matéria que esse padre foi assassinado, e foi recentemente que eu vi essa materia...