Últimas

'RESET' no sistema financeiro mundial? Vem aí o PADRÃO OURO


Como avisado antes em outros artigos e comentários, começam a aparecer análises e até publicidade anunciando a chegada do padrão ouro. O “petrodólar” deixou de ser a divisa internacional para comercializar petróleo e gás. Muito disto se deve ao BRICS, que já havia anunciado que o seu comércio não seria mais com o dólar.

Em postagem recente do jornalista Rafael Palacios, ele divulga a matéria da Forbes confirmando sutilmente esta movimentação do padrão dólar para o padrão ouro. O acúmulo de ouro de vários países, principalmente pela China, demonstra que irão respaldar suas moedas com ouro.




A febre do ouro e da prata

(06-11-2014) Seja na Alemanha ou China, o padrão se repete: menores preços orquestrados desde o mercado de papel, serão respondidos com alta demanda física dos investidores em valor, que se preparam assim para o desastre econômico que vêm. Aqui, já consultamos a Banxico para que nos informe das últimas cifras de demanda de onças Liberdade no país durante outubro, e quando as tenhamos, as publicaremos. Apesar do que se diga, há uma febre do ouro e da prata no mundo,que os beneficiários do sistema monetário baseado no dólar, não puderam nem poderão conter.

De forma subliminar a Dior publicou um vídeo de seu produto usando como garota propaganda a atriz Charlize Theron. O título da propaganda é: Dior J’adore – “The future is gold”.



Palacios é otimista em relação a este reset do sistema financeiro e diz que após a transição ao padrão ouro outros eventos irão ocorrer, como o fim do Federal Reserve(FED) das famílias Rothschild, Rockefeller, Morgan, Warburg, etc.

O que poderia evidenciar o fim do FED é o mistério em torno aos cofres de Fort Knox nos EUA. Há sérias suspeitas de que estariam vazios ou recheados com barras de tungstênio pintadas a ouro.




[...] Uma auditoria também pode revelar se o governo despejou um pouco de ouronos mercados mundiais para manipular os preços. (Sim, os governos têm feito isso antes.) E se o governo dos EUA chegou a vender um pouco sem nos dizer, a confiança seria irreversivelmente quebrada.

Mais espetacular ainda, uma auditoria poderia revelar que Fort Knox está repleta detungstênio pintado a ouro. Aqui, também, existe um precedente, como barras decontrafacção de transformar-se, de tempos a tempos. Embora eu duvide que um governo iria confessar a ser tão incrivelmente enganado.[...]


Outra evidência de que os cofres do FED estariam vazios foi o pedido da Alemanha em repatriar seu ouro e cuja resposta dos EUA foi de devolver apenas uma parte. Além disto, o Federal Reserve se recusa a fazer uma auditoria no ouro armazenado, principalmente o alemão.



A decisão de repatriar o ouro alemão é uma grande vitória para a parte da imprensa alemã que forçou o Bundesbank a admitir que 69% do seu ouro é armazenado fora da Alemanha. Quase com certeza a imprensa alemã e pelo menos vários legisladores do país exigirão uma verificação das barras de ouro retornadas de Nova York, simplesmente para garantir que a Alemanha não recebe tungsténio folheado a ouro ao invés de ouro. Parece que decisores alemães já não confiam nos seus parceiros americanos. (Voice of Russia, January 15, 2013, ênfase acrescentada)

Fonte: resistir.info


Um artigo interessante publicado pelo GlobalResearch revela as verdadeiras razões da Alemanha exigir que os EUA retornem seu ouro.

Em outras palavras, Rickards e SKOYLES parecem argumentar que a Alemanha pode estar repatriando o ouro no primeiro turno das cadeiras em que a China está se preparando para lançar um Yuan lastreado em ouro. De acordo com esta teoria, o resto das moedas do mundo vão afundar, a menos que suas nações “possam lutar para colocar as mãos em ouro suficiente para dar credibilidade ao seu papel.
E se têm um país que é sinônimo de banco é a Suíça, esta é a notícia que nos chega de lá em relação às reservas de ouro.

Uma inciativa da direita conservadora quer obrigar o Banco Central Suíço a manter, pelo menos, 20% de seus ativos em ouro e proibir a venda dessas reservas.

Com suas 1040 toneladas de ouro, o Banco Central Suíço ainda detém hoje a sétima maior reserva do mundo.

“Salvem o ouro da Suíça”. Parece o enredo de um filme mas, na realidade, é o título da inciativa popular a ser submetida à votação federal no próximo dia 30 de novembro. [...]
Fonte: swissinfo.ch


Outro fato curioso é que os Rothschild conseguiram o controle eletrônico da cotação da prata e agora querem o ouro.

Embora o FED possa desaparecer após a revelação pública de que o dólar não vale absolutamente nada e que seus cofres estão quase vazios, ainda há uma pergunta que paira na mente de quem pesquisa sobre esta estrutura criminosa de poder global: – Estariam os Rothschild por trás do Banco Central chinês, controlando toda essa movimentação financeira global em direção ao padrão ouro?

Fonte: Caminho Alternativo e http://www.nosdiasdenoe.com/

Nenhum comentário