Últimas

Fundador do Paypal e da Tesla Motors diz que robôs podem começar a MATAR humanos em cinco ou dez anos



O cenário catastrófico dos filmes “O exterminador do futuro” e “Eu, robô”, em que máquinas se voltam contra seus criadores e aniquilam a raça humana, estaria bem próximo de se tornar realidade, segundo o bilionário sul-africano Elon Musk. O fundador das empresas Paypal, SpaceX e Tesla Motors acredita que dentro dos próximos cinco ou dez anos o desenvolvimento da inteligência artificial (IA)poderia levar robôs a ganharem autonomia e decidirem começar a matar seres humanos.

Tudo começou na sexta-feira passada, quando o pioneiro em realidade virtual Jaron Lanier foi destaque no site do editor John Brockman, Edge.org, ao discutir a potencial ameaça da IA, em um post intitulado “O mito da IA”. Diversos pensadores do mundo da ciência comentaram abaixo da publicação de Lanier sobre o tema, entre eles, Musk, que escreveu um texto particularmente alarmante.

“Há o risco de algo muito perigoso acontecer em cinco anos ou dez, no máximo”, escreveu Musk. “Por favor, notem que eu sou normalmente super pró-tecnologia, e nunca havia levantado essa questão até os últimos meses. Este não é um caso de reclamar sobre algo que eu não entendo”.

De acordo com um porta-voz de Musk contactado pelo site Mashable, o comentário foi enviado diratamente para Brockman e não era a intenção do bilionário que ele se tornasse público. Logo depois que o alerta foi publicado, ele foi removido, mas não antes de uma imagem do comentário ser capturada e publicada na rede Reddit, para que toda a internet pudesse ver.

Depois que a declaração veio a público, Musk alegou que sua visão é compartilhada por outras pessoas que trabalham com o espaço.

“Eu não sou o único que acha que deveríamos nos preocupar”, disse Musk. “As principais empresas de IA já tomaram grandes providências para garantir a segurança. Elas reconhecem o perigo, mas acreditam que podem moldar e controlar as superinteligências digitais e evitar que as más escapem para a internet. Isso nós ainda veremos...”.

Essa não foi a primeira vez em que Musk demonstrou preocupação com o rápido desenvolvimento da IA. O diretor-executivo da fabricante de automóveis elétricos Tesla descreveu esse tipo de inteligência como um “demônio” e “a maior ameaça existencial”, em um discurso a alunos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), no mês passado. Além disso, em junho, ele afirmou que investe em companhias que trabalham com IA apenas para ficar de olho na evolução da tecnologia. Já em agosto, ele reforçou a sua preocupação com a questão ao escrever em seu perfil no Twitter que a IA é “potencialmente mais perigosa que armas nucleares”.

Via: O Globo

Nenhum comentário