Últimas

Governo Americano possui uma patente particular do Ebola

Ebola lies

“Um membro do corpo docente da Libéria escreveu um artigo no jornal liberiano, o Daily Observer, alegando que o Ebola é resultado de experimentos realizados pelo bioterrorismo dos EUA.

Dr. Cyril Broderick alegou, entre outras coisas, que “locais em torno da África e na África Ocidental, ao longo dos anos foram usadas para testes de doenças emergentes, especialmente o Ebola.

“A OMS e várias outras agências da ONU têm sido implicados na seleção e seduzindo países africanos para participar de testes, promovendo a vacinação, mas buscando vários regimentos de teste”, continuou ele.

“Relatórios do Departamento de Defesa dos EUA (DoD) informam o financiamento de testes de Ebola em seres humanos, que começaram poucas semanas antes do surto que ocorreu em Guiné e Serra Leoa”. Afirma um relatório do International Business Times .

Acontece também que a fuga de Ebola coincide com campanhas de vacinação da ONU . Indústrias farmacêuticas e de biotecnologia teriam lucrado com a crise de ebola quando generais de biodefesa e pesquisa, altos funcionários públicos e burocratas da ONU, timidamente assinaram contratos de vários milhões de euros. É bem coincidência o fato do primeiro surto na Guiné acontecer ao longo de três campanhas de vacinação, realizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e a UNICEF.

Pelo menos dois dos programas de vacinação foram implementados por Médicos Sem Fronteiras, enquanto algumas dessas vacinas foram produzidas pela Sanofi Pasteur, a farmacêutica francesa cujo acionista majoritário é o Grupo Rothschild.

Naturalmente, os Rothschilds executam quase todos os bancos centrais do mundo, e possuem uma rede familiar de cerca de 500 trilhões de dólares. Eles são os únicos que puxam as cordas de nosso planeta, e lucrariam ainda mais com este surto.

Agora, eu pessoalmente não estou especialista em Ebola, mas a história tem um jeito engraçado de se repetir. Aqui é a minha previsão, espere um ataque de falsa bandeira dos EUA como uma forma de controlar a população e matá-los no processo. Vão anunciar um surto (que pode, na verdade, ser um lançamento de uma arma biológica química, e não Ebola) e, em seguida, vão começar a administrar a vacina à população. Eles podem até tentar torná-la obrigatória. NÃO tomem a vacina. Isto é como Ebola vai se espalhar, e é assim que o justificará ocupando outros países estrangeiros e estabelecendo bases militares. Isso faz parte de sua agenda global.”

Pra gerar ainda mais polêmica, você sabia que o CDC (Centers for Disease Control) tem uma patente sobre o vírus Ebola? Conforme relatado na NaturalNews , o governo americano possui uma patente particular do Ebola, conhecido como “EboBun.” É a patente ‘CA2741523A1‘ e foi premiado em 2010. Acesse e confira:

PATENTE CA 2741523 A1

Os requerentes da patente estão claramente descritos como:

”O Governo dos Estados Unidos da América, representado pelo Secretário do Departamento de Saúde e Serviços Humanos, Centro de Controle de Doenças.”

Por que uma organização governamental afirma ter o monopólio de uma doença infecciosa, e em seguida, ter exploração sobre seu uso comercial?

Outro ponto intrigante é o fato de que pesquisadores foram “contaminados” e vieram a falecer em um curto período de tempo. Todos membros experientes do Hospital do Governo Kenema (KGH), localizado em Serra Leoa, onde o primeiro surto de Ebola surgiu. Estes que foram acometidos da síndrome que extermina cientistas que se metem a revelar o que não devem.

Sheik Humarr Khan, um virologista renomado, foi diretor do programa nacional de combate à febre de Lassa, que é um tipo de doença hemorrágica aguda tão grave quanto o Ebola, além de ter trabalhado para o Centro Africano de Excelência em Genômica de Doenças Infecciosas (ACEGID) na Nigéria. Ele não sabia se proteger do vírus?

Alex Moigboi enfermeiro com mais de 10 anos de experiência que cuidava desses pacientes “se descuidou”? Alice Kovoma enfermeira, Mohamed Fullah, foi técnico de laboratório que ajudou nos estudos do vírus. Mbalu Fonnie enfermeira com mais de 30 anos tratando da febre de Lassa cai nessa também?

E Sidiki Saffa, técnico de laboratório que coletava amostras de sangue morreu pouco depois de um “acidente vascular cerebral”, dizem que relacionado ao Ebola, será?

Portanto, são investigadores que morreram poucos dias antes de publicarem resultados de suas pesquisas científicas sobre a origem e difusão do Ebola em uma revista científica de prestígio – Sciencie.

Portanto, cabe a nós mesmos pesquisarmos e questionarmos todas essas informações, principalmente as que chegam através da mídia popular, pois a história do Ebola tem todos os ingredientes de uma clássica e perigosa operação de falsa bandeira.

Fonte | Agradecimento ao leitor Matheus D.R.C

Via: Verdade Mundial

Nenhum comentário