Últimas

Está chegando a hora: cometa está próximo do Planeta Vermelho

Cometa Siding Spring

A aproximação máxima do cometa ocorrerá às 16h28 pelo horário de Verão e de acordo com cálculos orbitais a distância mínima entre o núcleo e a superfície de Marte será de apenas 135 mil km, cerca de 1/3 da distância entre a Terra e a Lua.

Embora as chances de impacto sejam desprezíveis, as consequências da passagem do cometa pela atmosfera de Marte são imprevisíveis, já que a coma de Siding Spring poderá gerar uma chuva de partículas orgânica na atmosfera ou superfície de Marte.

Observações feitas com uso de telescópios espaciais mostram que o núcleo do cometa tem entre 0.8 e 8 km de diâmetro, com valor mais provável de 800 metros. Por outro lado, sua coma (a atmosfera do cometa) tem cerca de 160 mil quilômetros de diâmetro e sua cauda 480 mil quilômetros.

Toda a frota de naves que estudam Planeta Vermelho estará observando o encontro. As sondas Mars Odyssey, Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) e MAVEN estarão registrando a aproximação do espaço, enquanto os jipes-robôs Opportunity e Curiosity verão o espetáculo da superfície.

Se tudo correr como o planejado, a sonda MRO será a primeira nave a fazer fotos do núcleo de um cometa recém-chegado da nuvem de Oort, uma região nos confins do Sistema Solar onde se acredita que os cometas são formados. Se as condições atmosféricas permitirem, os jipes-robôs também deverão produzir excelentes dados.


Planos de Segurança
Uma das maiores preocupações dos cientistas é em relação à saúde das naves que estão orbitando o planeta. O motivo é que Siding Spring cruzará as cercanias marcianas a 203 mil km/h, o que poderá causar sérios danos caso uma das partículas cometárias atinja algum dos artefatos.

Para evitar isso, a Nasa e a agência espacial europeia fizeram pequenas correções nas orbitas de suas sondas, de modo que nos 100 minutos antes da aproximação todas a frota estará no lado oposto do cometa, com Marte servindo de escudo protetor contra as partículas.

Os jipes Curiosity e Opportunity não correm risco, uma vez que a atmosfera marciana, embora tênue, será capaz de fornecer a proteção necessária contra o material que poderá atingir o planeta.

Via:  

Nenhum comentário