Conflitos na Ucrânia causaram 9 mortos e preocupam Otan e UE - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

18 de fev. de 2014

Conflitos na Ucrânia causaram 9 mortos e preocupam Otan e UE


A União Europeia, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e vários países condenaram hoje (18) a escalada de violência em Kiev, capital ucraniana, onde morreram pelo menos nove pessoas – sete civis e dois policiais – em confrontos entre autoridades e manifestantes da oposição.

“Estou muito preocupada com a nova e alarmante escalada [de violência] em Kiev”, disse a alta representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Segurança, Catherine Ashton, em comunicado à imprensa. “Condeno qualquer uso da violência” e “exorto as autoridades ucranianas a atacar as raízes da crise”, afirmou a chefe da diplomacia europeia.



No comunicado, ela ressalta que as decisões políticas devem ser tomadas no Parlamento e que os responsáveis políticos têm de assumir suas responsabilidades para restabelecer a confiança e criar condições para uma solução duradoura para a crise política. Essa solução deve incluir “a formação de um novo governo de unidade”, “progressos para uma reforma constitucional” e “os preparativos para eleições presidenciais transparentes e democráticas”, concluiu Catherine.

Também o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, manifestou preocupação com a volta da violência à Ucrânia. Rasmussen apelou “a todas as partes para que se abstenham de qualquer violência e retomem sem demora o diálogo”.

Após várias semanas de calma, nesta terça-feira, Kiev voltou a ser palco de violentos confrontos entre ativistas antigovernamentais e forças de segurança. Segundo a polícia, os confrontos fizeram pelo menos nove mortos. O governo ucraniano deu um ultimato aos manifestantes para que se desmobilizassem e deixassem as ruas na tarde desta terça-feira, mandando que a polícia de choque avançasse até o principal ponto de concentração.

Vitali Klitschko, um dos líderes da oposição, pediu que mulheres e crianças abandonassem a Praça da Independência, um dos pontos de concentração dos ativistas antigovernamentais, no centro da capital. A circulação no metrô de Kiev foi interrompida.

Além das instituições europeias e internacionais, alguns países, como a França e os Estados Unidos, manifestaram preocupação com os confrontos na capital ucraniana. Em comunicado, o governo francês condenou “o regresso da violência a Kiev” e denunciou o “uso indiscriminado da força, que provocou várias vítimas”. “Peço a todas as partes que exerçam a máxima moderação e retomem imediatamente o caminho do diálogo", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius, no comunicado..

A Casa Branca exortou o presidente ucraniano, Viktor Ianukovitch, a acabar com a escalada de violência na capital ucraniana, mas ressaltou que o recurso à força “não resolverá a crise”. “Estamos consternados com a violência em Kiev”, disse a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, Laura Lucas Magnuson, apelando a Ianukovitch para retomar o diálogo com a oposição.

Desde o fim de janeiro, não se registavam confrontos entre manifestantes e policiais na Ucrânia.

A Rússia, entretanto, atribuiu a volta da violência à Ucrânia à política dos ocidentais, que encorajam esta escalada. “O que está acontecendo é o resultado direto da política de apaziguamento dos políticos ocidentais e das estruturas europeias que, desde o início da crise, fecharam os olhos aos atos agressivos das forças radicais na Ucrânia, encorajando a escalada e as provocações contra o poder legal”, criticou, num comunicado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia.

A crise política na Ucrânia começou no fim de novembro quando milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a decisão do presidente Viktor Ianukovitch de suspender os preparativos para a assinatura de um acordo de associação com a União Europeia.

Via: Notícias ao Minuto

Um comentário:

Gambito do Rei rEcUsAdO disse...

Ucrânia, Venezuela, Cuba, Brasil... Vcs ñ percebem o que está havendo, será que estão tão cegos e iludidos com as coisas dessa vida, do consumismo e tvs, videogames, futebol... e ñ percebem as maquinações políticas por trás desses protestos?? Assistam, e vejam como pode, esses vídeos terem tanta coerência em si, e em conexão com as notícias dos bLogs e sites sobre o assunto... É esse futuro sombrio que nos espera nos mostrando que a ruína desse sistema de coisas, dos governos mundiais se aproxima e nossa ÚNICA esperança de ter uma luz no fim desse túnel só pode estar Naquele que nos criou e em Seu Filho, o Messias Yeshua!!! ACORDEM e vejam enquanto ñ censuram a rede:

"Deputados aprovam 118 projetos em 3 minutos!"A autodestruição brasileira Olavo"A conspiração globalista pt 1 2"A mídia manipulada-o sistema religioso falando dos Illuminati part 1"onu e a universalização da imoralidade no mundo"Anonymous a grande farsa"As farc financiam o pt e o foro de SP"As nações unidas (onu) um falso caminho para a paz mundial parte 1 de 6"Banco alemão acusa dilma rousself de ser cúmplice de fRaUdE milionária"

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site