Cá entre nós... O Brasil está desmoronando, mas os políticos INSISTEM em patrocinar protestos contra Marco Feliciano - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

11 de abr de 2013

Cá entre nós... O Brasil está desmoronando, mas os políticos INSISTEM em patrocinar protestos contra Marco Feliciano



Eu reafirmo que não sou condizente com a conduta e as declarações de Marco Feliciano como religioso, e também vejo que algumas vezes ele tem tomado atitudes muito infelizes, como homem público.
Na minha opinião, acima de todos os argumentos, discussões, existe uma encenação que Feliciano e a militância homossexualista tem sido manipulados pelos globalistas da ONU, e ainda, isso tem servido como cortina de fumaça para esconder as podridões dos governantes (PT)....

Do Site Ucho.info

Tudo errado – A economia brasileira está desmontando, a inflação dando um baile nos palacianos, o poder de compra dos cidadãos despencando diariamente, os nordestinos morrendo de sede, a produção agrícola tropeçando no gargalo da infraestrutura, o Rosegate caiu no esquecimento, a roubalheira continua no governo, mas há quem arrume tempo para ir até a Câmara dos Deputados para protestar contra o deputado federalMarco Feliciano (PSC-SP) e transformar em baderna as sessões da Comissão de Direitos Humanos e Minoria (CDHM).



O ucho.info volta a afirmar que Marco Feliciano foi eleito deputado democraticamente e chegou à presidente da CDHM respeitando o regimento da Câmara e com o apoio de todos os partidos políticos, inclusive dos que ora patrocinam esses protestos, que se transformaram em oportunidade político-eleitoral para alguns alarifes que já miram a reeleição. O que não significa que sua presença no comando do colegiado é conveniente.

A Constituição Federal é clara ao estabelecer que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza” e por isso não se deve criar exceções à regra. A questão da orientação sexual é o meso do que procurar pelo de rato em ovo de avestruz. Os seres humanos precisam ser encarados por sua essência, não pela cor da pele, pela fé ou pela opção sexual.

Como se o trabalho e a responsabilidade diária fossem assuntos reles, essa minoria baderneira tenta implantar no País um mecanismo perigoso que colocará em risco a democracia, caso seja assimilada Legislativo. Uma sociedade democrática vive sob o manto do seu conjunto legal e da Constituição, não podendo qualquer grupo social patrocinar um movimento ditatorial que funciona como um pé de cabra para atender o desejo obtuso de alguns.

O Supremo Tribunal Federal reconhece a união estável entre pessoas do mesmo sexo e existem no País leis que punem os que cometem o crime de discriminação. O que mais é preciso para que o Brasil retome sua suposta normalidade?

O PT apoiou a eleição de Marco Feliciano à presidência da CDHM e gora quer posar de reduto da moralidade. Se essa é a regra vigente, que a faxina seja completa no Congresso Nacional. Provavelmente, os que escaparem dessa eventual assepsia precisarão no máximo de uma sala para reuniões. Que os parlamentares não comecem com falso moralismo, pois no momento em que as gavetas forem abertas a lama subirá à mesa.

Se aquele que é contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo deve ser homofóbico, como querem os que ora protestam, que esses façam uma gritaria debaixo da janela da casa da mãe de Daniela Mercury, que se mostrou contrária à recente decisão da filha. De igual modo, que façam uma arruaça na frente do prédio onde mora o ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo, que certa vez afirmou que a cidade gaúcha de Pelotas é exportadora de “viados”.

Marco Feliciano age corretamente quando suspende as sessões por causa dos protestos promovidos por evangélicos e defensores das causas homossexuais. O Brasil tem assuntos mais sérios e prementes na pauta das discussões, mas essa cansativa fumaça tem servido para camuflar a decisão do Ministério Público Federal de investigar o envolvimento de Lula no escândalo do Mensalão do PT. A preocupação na cúpula do partido é grande, pois há conexões entre muitos dos escândalos que marcaram a passagem do ex-metalúrgico pelo Palácio do Planalto.

Via: Ucho.info

5 comentários:

Anônimo disse...

Tudo Bandido Safadooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Anônimo disse...

Noça comu eçi çaite é libertariu, nau é?
Viva a liberdade, mas se você der seu rabo, MORRA, QUEIME E O DIABO DE ZORBA.
Não é de hoje que esse site vem perdendo meu respeito, e de muita gente..
Cada um faz o que quer com o seu cu.

Anônimo disse...

O caro anonimo ninguém está a questionar oque voce ou seja lá quem for faz com o dito cujo e também não tem curiosidade, também voce não precisa dar satisfação e nem lembrar-nos disso, portanto esteja a vontade e seja feliz. As questões aquí discutidas são outras.

Anônimo disse...

É como diz o Olavo de Carvalho, o nível intelectual do brasileiro anda tão baixo que estes frequentemente confundem a discussão da PL122/agenda gay com o direito de dar o cx.

Anônimo disse...

Pois é amigo, esse pessoal não tem argumentos sempre apelam para essa chantagem infantil que querem impedí-los de "dar" oque lhes pertence e castrá-los pois não teriam direito ao prazer e ao sexo. Cada qual faz oque lhe convier com seu corpo. Agora forçar a barra para instituir leis que futuramente abrirão brechas para a pedofilia e libertinagem já são outros quinhentos.

Popular