A teoria da avalanche programada - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

30 de jan de 2013

A teoria da avalanche programada

Postado por Maicknuclear DeLos Santos
Colunista

Maquinetas de crédito e débito. Visa, Mastercard e outras bandeiras menos consagradas. Enfim: falsas bandeiras em um plástico/gatilho.

Você sabe como o banco chama internamente o seu tão amado e propagador de sonhos e status cartão de crédito? Resposta: Plástico. Sim, plástico. Pois afinal é o que é. O cartão de crédito não passa de um plástico com um código de barras escondido por uma tarja preta.

Tarja preta, falsa bandeira, dois ingredientes pré-fabricados para construir a ilusão do status, a demência do poder virtual, a prisão a prazo e sem muro ao qual a maioria dos brasileiros se orgulha em dizer que “paga em dia”. Mas... O que pagamos em dia? Sei que nasci em um sistema vigente chamado “capitalismo ocidental” (e digo ocidental por que o comunismo é o capitalismo totalitário onde apenas os ditadores podem viajar de avião e conhecer o mundo... e lá vou eu ser xingado por dizer isso), mas a ideia de pagar por algo que eu realmente comprei não é assim tão má. Havia o escambo, depois o sal, depois as pedras e metais precisos e hoje há um pedaço de papel que na verdade é uma trama, um tecido, que se troca por produtos, objetos e serviços. 

Vamos lá. Qual a dimensão da demência contida nesse orgulho brasileiro por pagar para ser a mula que leva tudo no lombo e só recebe água e grama em troca. Água e grama que são abundantes e até então são grátis na natureza. Não vejo distanciação do povo brasileiro que se orgulha em pagar os impostos da mula. Impostos, que por acaso, vou deixar para falar outro dia senão me estendo (me conheço). A questão aqui são os cartões, em foco, o crédito. Sabemos que o banco cria dinheiro através da dívida, mas quando falamos em dívida, raramente alguém se lembra e/ou culpa o cartão de crédito. Mas o cartão de crédito é o maior criador de dinheiro já existente em todo o planeta. Nada se compara. São milhões de transações bancárias na função crédito por segundo. A coisa é tão esquizofrênica que parece que as pessoas não percebem...

Veja bem. Você ganha mil reais por mês. Seu cartão vem com um limite total de 1500.00 reais. Dos quais você tem o limite disponível de 1500.00 reais, porém você ganha 1000.00 reais. Se você utilizar todo o seu “limite” você não está gastando o que você suou para obter, você está suando para obter 500 reais que não existem, MAIS JUROS para o banco. Você está trabalhando de graça para o banco. A coisa é de uma debilidade mental (de quem utiliza o produto sem pensar) e de um plano maligno tão bem planejado que ninguém e quase absolutamente ninguém percebe, ou se dá conta, de que ganha 1000.00 e não 1500.00. E mais. Você tem um “limite de saque disponível” de somente 300.00 reais. Ou seja. Seu dinheiro, seu suor, seu sal, seu metal precioso de mil reais, tornou-se 300.00 e você acredita ter 1500.00. 

Cara, esse é o plano mafioso e satânico mais bem planejado já existente e tudo sobre o pano da saia do Banco Central. E digo satânico não por rituais em parques de sequoias, mas por tantas vidas que são literalmente destruídas por conta de dívidas. Se o Brasil fosse um país frio e de cultura anglo-saxônica os níveis de suicídios por falências morais seriam exorbitantes. Sorte nossa sermos latinos e morarmos em clima quente! Mas o fato é que os cartões de crédito são engôdos, iscas sem chance de escapatória. Juros, multa por atraso, juros por mora, teimosinha, IOF, CET, juros ao mês, são alguns dos hospedeiros que se instalam em sua parca economia vital. Empréstimos nem se fala. Um dia de atraso em empréstimos ou pagamentos de fatura são como o esquiador galgando uma manobra na parte frágil da neve na montanha. A avalanche será destrutiva e sem perdão. Não adianta chorar, não adianta falar com gerentes do seu problema de saúde, da sua situação, do seu desemprego, dos seus cinco filhos passando fome. Está tudo no contrato e você assinou o pacto com o demônio das finanças e esse demônio não quer sua alma, ele quer que você sobreviva para sugar sua alma até o momento em que seu frágil corpo não aguentar mais e morrer ou se matar.

Fujam para as montanhas onde não tem neve. Tentem receber em espécie, tire tudo do banco. Os cartões são a mulher de vermelho em Matrix. Servem para desviar sua atenção para que o salteador o esfaqueie enquanto pede uns trocados. E para piorar eles vão te vendem mil vantagens para você não ter vantagem nenhuma, mil serviços dos quais você nunca vai utilizar, mil seguros que só vão segurar sua grana. Os seguros de cartões não asseguram nada, pois, me expliquem o “seguro de perdas”. Se eu perdi o cartão, seja lá de qual forma for, então o seguro é uma farsa, uma fraude por definição de “assegurar que eu perca”. Você não tem um retorno como em um seguro de morte. Você tem o direito a ligar e cancelar o cartão, mas isso TODOS OS CLIENTES podem fazer. Ou seja, você paga um baixo valor por mês para ter as mesmas vantagens de quem não paga. As assistências de cartão, não são seguros, são “assistências”, ou seja, eles não cobrem nada, eles somente te indicam um profissional e o mandam até sua casa no caso de um cano estourar, quem arca com a dívida é você. Pagamento mínimo de fatura é o momento em que o esquiador faz a manobra errada na parte cediça da neve provocando a avalanche, assim como os empréstimos.
Poderia ser mais minucioso aqui, mas é um assunto muito chato e ninguém está nem aí pra isso. Mas tudo que posso dizer neste rélis desabafo é: FUJAM DAS MONTANHAS.

Maicknuclear é escritor, produtor musical, vídeo-maker, blogueiro e contribui como colunista no Site Libertar

4 comentários:

Anônimo disse...

Ainda bem q eu compro tudo á vista..parcelar nem pensa....

Anônimo disse...

plastico ou não, ele me tira do aperto e não quero que ele seja clonado KKKK

Anônimo disse...

Vc tem toda razão. Parece que este texto foi escrito para mim. Trabalho em orgão público municipal e como a Lei de Responsabilidade Fiscal no Brasil é mais uma no conjunto de leis que não são aplicadas, estou a dois meses com o salário atrasado e a gestão atual se diz sem dinheiro pra pagar. Todas as minhas despesas foram feitas no cartão, sem contar com as contas que parcelei no cartão e cobraram juros altíssimos. Estou sem dinheiro, só dívidas, totalmente desesperada.

Vou fazer de tudo pra me equilibrar e quando acontecer vou cortar todos os cartões e jogar no lixo. Mas em alguns casos é meio difícil. Eu fico revoltada em receber 678,00 por mês que não dá nem pra comer direito (só como o básico, frutas e verduras é de vez em quando), muito menos se vestir, comprar remédio, estudar...enquanto os políticos ganham bem e só roubam e roubam e nada de cadeia pra eles.

Não sei a região que vcs vivem, mas aquí (Nordeste) sinto que estamos mergulhados numa crise profunda, cidades sujas, destruídas e muitas pessoas envolvidas com drogas.

QUAL O MOTIVO DE TUDO ISSO? ME EXPLIQUEM? NOSSO PAÍS É RICO, TEM TUDO. NÃO ERA PRA ESTAR ASSIM.

Anônimo disse...

Comprem arma ,pois o que eles(os inimigos) mostram é que não dá por causa das campanha do Desarmamento,mas acredite ai dá pra compra tem um processo mais dar. E melhor esta preparado pra guerra do que morrer sem lutar.

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site