Últimas

Somos o novo alvo da TIRANIA! Exército leva tropas e blindados para a Argentina em simulação de GUERRA

argentina exército brasil operação guarani (Foto: Comando Militar do Sul/Divulgação)
ATENÇÃO!
Enquanto você assiste o jogo do seu time preferido, uma GUERRA está aflorando na América do Sul!
E a Rede Globesta não te informa!

 
A maioria está se preocupado apenas com o que ocorre do outro lado do mundo no Oriente Médio, aqui na nossa região as coisa estão "meio estranhas", e cada dia vemos fatos novos acontecendo muitos passando despercebidos outros nem tanto, nosso continente é uma região que já teve vários problemas não só relacionado a guerras do passado, quanto crises e ditaduras.

Muito interessante a relação desses exercícios justamente serem para "salvar" a Argentina em caso de guerra, nesses momentos de crise com a Inglaterra pelas ilhas Malvinas, eu creio que não estamos livres das crises que cercam o mundo.

Eis a notícia.....
O Exército brasileiro enviou para a Argentina 260 militares e 84 veículos, entre eles diversos blindados, para realizar um treinamento que simula uma guerra real no país vizinho. Segundo o general Sergio Etchegoyen, a operação “simula uma agressão sofrida pela Argentina em que o Brasil a socorre devido a acordos internacionais”.


“O Congresso argentino autorizou a entrada de tropas e blindados brasileiros no território deles, assim como o nosso país autorizou a operação conjunta. É um exercício regular que tem como objetivo desenvolver a capacidade de trabalharmos em conjunto”, diz o general ao G1.


A Operação Guarani, como foi denominada, começou no domingo (24), quando as tropas, armas e veículos do Exército brasileiro começaram a atravessar a Ponte da Integração, que liga a cidade gaúcha de São Borja a São Tomé, na Argentina.

Mais de 1.100 militares e 210 carros dos dois países participam do reinamento, que ocorre na cidade Argentina de Apóstoles até o próximo sábado, 30 de junho. O ambiente em que o treinamento é realizado simula uma guerra convencional – país contra país.

O general negou que a ação tenha relação ao questionado argentino de soberania das ilhas Malvinas, arquipélago britânico em disputa desde 1982, quando Argentina e Inglaterra travaram uma guerra pela posse do território.

Blindados do Exército participam de treinamento
(Foto: Comando Militar do Sul/Divulgação)
“A disputa pelas Malvinas tem 30 anos e o exercício não tem nenhuma relação com isso, foi marcado há algum tempo”, disse Etchegoyen.

Exército Vermelho x Força Azul
Os soldados brasileiros da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, sediada em Santiago (RS) e da Brigada de Infantaria de Monte XII, da Argentina, formam a Força Azul (ou Partido Azul), que tem como oponente fictício o Exército vermelho.

No exercício, os soldados do Exército Vermelho atacam os militares do Partido Azul, que são obrigados a recuar, perdendo terreno mas ganhando tempo, buscando cansar o inimigo.
Os militares azuis têm como objetivo é atrasar o adversário, para que suas tropas tenham tempo para reunir mais homens e contra-atacar, recuperando a área perdida inicialmente pelo invasor.

Fonte: G1 e http://conflitofinal.blogspot.com.br/

Um comentário

Anônimo disse...

Era bom se a maioria pensasse em alguma coisa que não fosse carnaval, pEiToS bUnD@S e fUtEbOs... Transar, procriar, estragar os recursos naturais, sermos estúpidos, manipulados e, porfim, controlados como gAdO... MúUuUuUuUu...