Eurotensão: O futuro da UE. Mundo em ALERTA VERMELHO por conta do resultado das eleições gregas - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

16 de jun de 2012

Eurotensão: O futuro da UE. Mundo em ALERTA VERMELHO por conta do resultado das eleições gregas

 

Mensagens urgentes de celulares, alertas nos correios eletrônicos, telefones fixos que não param de tocar. Governos e empresas de todo o mundo estão em alerta vermelho na espera dos resultados das eleições gregas, que podem supor a saída do país da Eurozona.

Nos Estados Unidos muitas companhias cancelaram a celebração do Dia dos Pais (que nos USA é em 17 de junho) para preparar para a 'tsunami' financeira que uma eventual saída da moeda comum europeia pode desatar na abertura dos mercados. "Realmente não creio que vá passar nada, mas preferimos estar preparados", assegura Joe Carrier, diretor de Legg Mason.



Ainda que , por questões horárias, serão os mercados asiáticos os primeros a sentir o golpe. Por essa razão, os bancos estão chamando o pessoal adicional para trabalhar no fim de semana. Estos efetivos de emergência permanecerão juntos a tela para seguir a eleição grega, disse Toby Lawson, broker de Newedge, quem assegura que a resposta seja muito mais "frenética" devido a situação dos mercados.
Ainda que a União Europeia nega oficialmente que contemple tal cenário, estuda com segredo de como enfrentar una eventual saída da Grécia e os efeitos contágios da crise que poderia desencadear em alguns países, segundo reconheceram várias fontes nos últimos dias.
A longo prazo e com vista a cúpula de líderes europeus de finais de mês, o bloco europeu tem sobre a mesa propostas de grande calão para tentar interromper a crise do euro, como a união financeira e fiscal que deveria construir-se sobre a base de uma maior coordenação das políticas econômicas nacionais.
"O normal fazer planos de contingência, é melhor estar preparado", afirma desde o Centro Europeu de Estudos Políticos (CEPS, em suas siglas em inglês) o analista Marco Incerti, a quem não surpreende que oficialmente a Comissão Europeia (CE) recusa referir-se a estes preparativos.
A escala mundial, Incerti também considera razoável que os bancos centrais dos países do G20 preparam uma injeção de capital para acalmar os mercados por si a má notícia se confirma, ainda que a dúvida da veracidade das informações que airam os planos deste tipo com tanta antecedência.
Desde Bruxelas se insiste na mesma linha oficial dos últimos meses. O presidente da CE, José Manuel Durao Barroso, voltou a alertar esta semana que a estada da Grécia está na zona do euro, sempre e quando cumpra com os compromissos de reforma contraídos através do plano de assistência financeira internacional, um total de 240 bilhões de euros.
O comissário europeus de Assuntos Económicos e Monetários, Olli Rehn, por sua parte, insiste em que a solução da crise passa por construir uma verdadeira união financeira e fiscal baseada em uma união política europeia que se reflita na tomada de decisões, tal e como reclama a chanceler germânica, Angela Merkel.

Link do Jonh Boss.
Fontes: ElMundo e http://2012umnovodespertar.blogspot.com.br/

3 comentários:

Anônimo disse...

Grecia tem que Fazer igual ao que fez Argentina no 2002, assím sua gente poderá voltar a ter uma vida digna!
VIVA Grecia!
CHega da tirania do quarteto do mal USA-Inglaterra-UE-Sionistas

Anônimo disse...

Amanhã os economistas vão ter um treco.
Resumo da situação da Grécia.

http://www.youtube.com/watch?v=3DkUkqLhub8

Vinícius disse...

Situação terrível agora, pois deixaram os mesmos políticos que enfiaram os Gregos no buraco e ainda vão ter de aceitar as imposições do FMI e UE. Se o outro partido ganhasse poderia falar em não pagar e com certeza FMI e UE teriam cedido em algum acordo menos nazista para com a população. Agora é sofrer para sempre, pois esse acordo é impagável. Cada País tem o povo que merece!...e político tb!

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site