Guerra silenciosa já começa no Irã: Nova explosão em complexo militar - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

1 de dez de 2011

Guerra silenciosa já começa no Irã: Nova explosão em complexo militar

Já pode estar em curso uma guerra secreta de sabotagens contra o Irã ( por conta de seu Programa Nuclear ) e a Síria ( por reprimir os protestos populares contra o regime de Assad). E as coisas vão esquentar, pois a Rússia com certeza, já deve saber destas explosões...

Uma instalação nuclear iraniana foi atingida por uma enorme explosão, a segunda explosão, em um mês, levando a especulações de que os locais militares e atômicos de Teerã estão sob ataque. Imagens de satélite vista por The Times confirmaram que uma explosão que abalou a cidade de Isfahan na segunda-feira atingiu a unidade de enriquecimento de urânio lá, apesar dos desmentidos de Teerã. As imagens mostraram claramente fumaça e destruição, negando afirmações iranianas ontem que nenhuma explosão havia acontecido.

Autoridades de inteligência israelenses disseram ao The Times que não havia "nenhuma dúvida" de que a explosão atingiu as instalações nucleares de Isfahan e que não era "acidente".
A explosão na terceira maior cidade iraniana mostra imagens de satélite que mostram os danos causados ​​por uma explosão em uma base militar nos arredores de Teerã há duas semanas, que matou cerca de 30 membros da Guarda Revolucionária, incluindo o general Hassan Moghaddam, o chefe do programa iraniano de mísseis de defesa e que alegou que a explosão ocorreu durante o teste de Teerã em um novo sistema de armas projetadas para atacar Israel. Mas vários funcionários israelenses confirmaram que a explosão foi intencional e parte de um esforço para direcionar o programa iraniano de armas nucleares.

Na segunda-feira, os moradores relataram em Isfahan uma explosão que balançou edifícios tendo em conta a cidade por volta de 14:40 h e viram uma nuvem de fumaça sobre a instalação nuclear na orla da cidade. "Esta danos causados ​​às instalações em Isfahan, particularmente para os elementos que acreditamos estavam envolvidos no armazenamento de matérias-primas", disse uma fonte da inteligência militar. Ele não confirmou nem negou o envolvimento de Israel na explosão, em vez disso afirmou que havia "muitos partidos diferentes olhando para sabotar, parar ou coagir o Irã a interromper seu programa de armas nucleares".O Irã entrou em negação frenética ontem pela notícia da explosão em Isfahan. Alireza Zaker-Isfahani, governador da cidade, afirmou que a explosão tinha sido causada por um exercício militar na área, mas agências estatais em Teerã logo removeram esta história e emitiu um desmentido do governo de que a explosão não ocorreu. Na segunda-feira, Dan Meridor. o ministro de Inteligência de Israel, disse: "Há países que impõem sanções econômicas e há países que atuam em outras maneiras de lidar com a ameaça nuclear iraniana." Major-General Giora Eiland, ex-diretor de segurança nacional de Israel , disse à rádio do Exército de Israel que a explosão em Isfahan não foi um acidente. "Não há muitas coincidências, e quando há tantos eventos provavelmente há algum tipo de mão orientadora, embora talvez seja a mão de Deus", disse ele.

Um oficial da inteligência israelense citou pelo menos duas outras explosões que têm "sucesso neutralizado" as bases iranianas associadas ao Shahab-3, o míssil de médio alcance que poderia ser adaptado para transportar uma ogiva nuclear. "Isso é algo que todos no Ocidente queria ver acontecer", acrescentou. O Irã tem negado repetidamente a existência de um programa de armas nucleares, e condenou veementemente o relatório da Agência Internacional de Energia Atômica, no mês passado que acusou o Irã de tentar construir uma arma nuclear.

3 comentários:

Anônimo disse...

Eaí tudo bom.
Se for sabotagem porque o Irã permaneceria quieto já que ele é o único país que fala da verdade de 11 de setembro, seria para ganhar tempo,não alarmar seu povo com uma segurança frágil ou não tem certeza do ocorreu.
Meu amigo eu acredito que é mais fácil o Irã ter adquirido ogivas de países da antiga união Soviética como Ucrânia do que suas usinas estar direcionado a ogivas,sem querer descartar a segunda opção mais é muito mais fácil.
Vamos ao elogio bacana seu site bem elaborado não mistura coisas sem fundamento já vi muito site que falava 9 verdade mais uma mentira, mais o seu é 10 verdade até o que eu vi.
parabéns até a próxima.

Anônimo disse...

aposto que se eu criticar o site nao vai ser postado ! liberdade de expressao passou longe aqui !

Anônimo disse...

É gente, nosso fIm está pRÓxImO... KKkkkKkkkKkkk

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site