Zombaria, banalização ou estratégia de divulgação? Site da mídia convencional fala abertamente algumas intenções dos globalistas - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

27 de nov. de 2011

Zombaria, banalização ou estratégia de divulgação? Site da mídia convencional fala abertamente algumas intenções dos globalistas

Muito estranho este texto do site Tecmundo...
Seria uma forma de zombar de nós que denunciamos, e de todo o povo, falando a verdade, como se fosse uma mentira?
Estariam eles banalizando o assunto para cair em descrédito?
Ou eles realmente pretendem passar uma mensagem de alerta, mas com um toque de ironia para não sofrerem represálias?
Levantou-se esta curiosidade, pois este site geralmente tem divulgado várias denuncias sobre controle e vigilância na internet...
Desta vez, eu vejo este texto com otimismo, pois pode ser uma oportunidade para criarem curiosidade nas pessoas, e assim elas pesquisarem... É claro, ainda é dificílimo acreditar na mídia convencional... 
Mas cá entre nós: Com este texto, mais nos ajudaram do que atrapalharam não acha?
Comente... Deixe sua opinião...
A seguir o texto:
(Contribuição do leitor Elias Carvalho)

A partir do momento em que este texto for publicado, minha vida corre perigo. Ponderei muito antes de desabafar e revelar algumas verdades que você nem imagina. Mas estou cansado de ver dia após dia tantas pessoas servindo como massa de manobra para uma minoria absoluta.

A Nova Ordem Mundial está em formação. Você não significa nada para nós, é apenas um peão em meio a nosso tabuleiro particular chamado mundo. Condicionamos você a usar os nossos produtos e a se encantar com as tecnologias que criamos, tudo para que você seja controlado em cada um dos seus passos e possa agir da maneira que for mais conveniente para nós.
Nós temos todas as respostas


Nosso maior salto até agora foi controlar a maneira como você pensa. Ou melhor, a maneira como você acha que pensa. Se você tiver alguma dúvida, sobre qualquer assunto, a quem você vai recorrer? Ao Google, provavelmente. O buscador mais usado no planeta tem todas as respostas que você precisa, ordenadas da maneira que nós queremos que você julgue relevante.

A “googlelização” de tudo foi um de nossos primeiros programas de condicionamento. Nosso propósito era prever o comportamento de cada um de vocês, fazendo com que o pensar se tornasse algo secundário, missão cumprida com sucesso pelos Iluminatti.

Aliás, uma curiosidade: você sabia que as duas letras “o” da palavra Google simbolizam um par de olhos em constante observação do seu comportamento? Estivemos de olho em você o tempo todo, mas você nem se deu conta disso. Admiro a maneira ingênua como vocês se comportam.
O livro dos tolos


O que você está fazendo? Apenas o Google não é o suficiente para que possamos manter o controle sobre você. Por isso, o estimulamos a nos contar de hora em hora tudo aquilo que está acontecendo em sua manipulada vida. Assim, criamos as redes sociais e os microblogs. Colocamos em suas mãos as ferramentas para que você ache que pode fazer o que quiser.

De hora em hora você nos avisa, via Twitter, tudo aquilo que está acontecendo em sua vida primária. “Vou tomar banho”; “vou almoçar no restaurante da esquina”; “estou pensando em fulano”. Não importa o que você esteja fazendo, estamos de olho em você, monitorando a sua vida.

As suas fotos, a maneira como você se diverte e tudo mais o que você faz, controlamos por meio do livro dos tolos, que vocês popularmente conhecem como Facebook. Nele temos informações atualizadas de boa parte da população mundial. Devo confessar que essa é uma das formas mais eficientes de controle que criamos até hoje. E vocês ainda se divertem, não é o máximo, tolos?
O fruto proibido

(Fonte da imagem: Apple)

A Apple é o maior exemplo de condicionamento de massas que conseguimos criar até o momento. A começar pelo nome da empresa, utilizamos como símbolo o fruto proibido para instigar você a ter um produto diferenciado em suas mãos. Mas certamente vocês nem perceberam isso, de tão encantados que ficam com as nossas tecnologias mágicas.

Contudo, nosso plano mais ambicioso até então foi o da “morte” de Steve Jobs. Sim, Steve está vivo e é um dos nossos membros mais ativos e inteligentes. Sete dias depois de anunciarmos a morte dele, chegou ao mercado a nossa ferramenta de controle chamada iPhone 4S. No smartphone, instalamos dois dispositivos: o Find My Friends e o Siri.

O primeiro dispensa explicações: sabemos onde você está sem que você precise fazer nada, basta estar com o seu celular no bolso. Não queremos perdê-lo de vista, vai que você começa a ter ideias anárquicas ou socialistas por aí, é melhor não facilitar. Já o Siri é, sem dúvida, um golpe de mestre.

Siri nada mais é do que uma sigla para “Steve is resting inside”, algo como “Steve descansa aqui dentro”. Como eu já disse, Steve Jobs não morreu. Uma de nossas mentes mais iluminadas, Jobs foi convidado a deixar a vida pueril e assumir a Grande Central de Comando. A partir de lá, ele tem acesso, em tempo real, a todos os diálogos feitos com os iPhones.

Você acha que está conversando com o Siri, mas na verdade está conversando com nossa Grande Central de Comando. Temos centenas de atendentes treinados para respondê-lo da maneira mais conveniente possível para nós. Com sorte você poderá um dia até mesmo ouvir do próprio Steve uma resposta para as suas perguntas fúteis.
E você ainda não acredita

(Fonte da imagem: HAARP)

Aposto que você chegou até esse ponto da leitura e continua cético com relação a tudo que eu disse. Continue assim, é exatamente isso que queremos. É tudo tão óbvio, todas as respostas estão na sua frente, mas ainda assim você não é capaz de enxergar e compreender. Para isso contamos com a ajuda de um projeto bastante eficiente, que permite também o controle mental sobre a população.

O nome dele é HAARP, algo que você já deve ter ouvido falar, mas nem se preocupou. Utilizamos uma mescla de ondas de rádio com frequências sonoras para manipular a mente coletiva dos cidadãos, fazendo com que vocês defendam a todo custo suas vidas ilusórias e julguem os nossos projetos como “meras teorias conspiratórias”.
E vem mais por aí

(Fonte da imagem: Divulgação)

Apesar de termos o controle sobre você, ainda queremos mais. Temos algumas ideias em mente como o RG com chip, que permitiria monitorar todos os cidadãos, mesmo aqueles que não têm aparelho nenhum em mãos. Internamente chamamos esse projeto de “a marca das bestas”. Temos certeza que você vai aceitar isso sem maiores restrições, afinal vamos prometer informatização, controle e agilidade em troca da sua liberdade.

Também não queremos que você tenha o trabalho de enviar os seus dados para nós a todo instante. Nossa nova plataforma de controle em expansão se chama “computação nas nuvens”. Na prática, oferecemos um espaço virtual gratuito para você em troca dos seus dados mais confidenciais. Obviamente você vai aceitar, sem pensar duas vezes.

Por conta das revelações que você leu acima, devo ser eliminado muito em breve. Fiz minha parte e esclareci os mistérios ocultos para vocês. Eu sei que provavelmente vocês não irão acreditar e vão dizer que tudo o que eu falei se resume a teorias conspiratórias sem sentido, mas a escolha é de vocês. Quer continuar sendo manipulado? O azar é só seu, minha marionete!

.....

Atenção: este artigo faz parte do quadro Erro 404, publicado semanalmente às sextas-feiras, cujo objetivo é fornecer um texto descontraído aos leitores do Baixaki. Qualquer semelhança com a realidade é meramente coincidência!

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/erro-404/15539-erro-404-eu-ja-fui-um-iluminatti.htm#ixzz1erjby400

5 comentários:

Anônimo disse...

Se nós formos analisar, isso parece muito com os planos da elite-globalista. Eu digo baseado em tudo que já li, assisti e tomei conhecimento até hoje.

Também já observei que eles não fazem questão de esconder seus objetivos, através de filmes, simbolismos, cartas de jogo etc, e seguem sua "agenda" global sem que o povo consiga interferir ou mudar alguma coisa de verdade.

Sobre o Steve Jobs, bem, tudo é possível e com exceção do comentário sobre ele estar vivo, eu tenho lido exatamente o que eles estão afirmando, incluindo o Google.

Eu acredito que vivemos mesmo num grande big-brother, mas tanto podem estar testando a reação das pessoas para saber o quanto elas sabem sobre tudo isso, ou nos mostrando o quanto somos impotentes diante dos seus planos malígnos, pelo tom de ironia usado do texto.

Jamais devemos deixar o medo tomar conta dos nossos corações: "Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo"- (Mateus 10:28).

Um dia o big-brother vai acabar, e quando o Senhor fizer a Sua justiça sobre a Terra, haverá choro e ranger de dentes para todos aqueles que não se arrependeram dos seus maus caminhos...

Anônimo disse...

nossa estao querendo que todo mundo sabia da verdade e isso msm

antes de 2012 outros sites monstram essa verdade

aceitacao talvez para que nao haja revolta como (nos avissamos, nos dissemos, entao nao reclamem)

Futuro... e um misterio estao na palma da mao dos grandoes que dominam essa planetinha...

Marta disse...

Graças aos céus, eu nunca entrei na conversa de nada, nem de ninguém. Talvez por algum tempo. Mas desde a infância sempre torci o nariz para tudo o que me cercava, inclusive a escola.

Não sou daqui, isto não me pertence. Nem mesmo disposição para criar um blog eu tenho, pois considero as palavras uma perda de tempo. O ego de todos é grande demais.

Estou cansada demais.

Anônimo disse...

Eu acho que eles estão tentando banalizar o assunto. Ontem eu me surpreendi com um filme chamado "2035: A cidade do pesadelo", no qual em 2035 a internet não existe mais e as informações chegam às pessoas através de um microchip implantado em nas pessoas, e estas viviam num falso e ilusório mundo promissor e de muita paz,bem diferente da realidade. E eis que surge um grupo de rebeldes que tenta alertar as pessoas e então, estes rebeldes são duramente perseguidos pelo governo. Seria esse chip uma evolução do mondex?

Adriano [LP] disse...

Eu acho que foi usado o 'meio-termo'... creio eu que o autor quis divulgar as informações (avanços tecnológicos, já que o site é de tecnologia) mas com um tom irônico para não assustar seus leitores.

Eu concordo com o Libertar, pois boa parte do artigo diz a verdade, e certamente fará os leitores pesquisarem mais sobre tais assuntos.

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site