Eles também provocam não é? Fortalecimento da presença militar dos EUA na Austrália irrita China - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

17 de nov. de 2011

Eles também provocam não é? Fortalecimento da presença militar dos EUA na Austrália irrita China

A cada dia é mais fomentada uma guerra mundial... China está furiosa com os EUA.... Eles também provocam...

Os Estados Unidos enviará até 2.500 fuzileiros navais para o norte da Austrália na expansão de sua aliança militar, anunciaram na quarta-feira o presidente americano, Barack Obama, e a primeira-ministra australiana, Julia Gillard, o que irritou a China.

Os dois aliados já começaram a adaptar sua presença militar diante de uma nova era em matéria de segurança marcada pelo auge chinês.

O primeiro grupo de 250 fuzileiros americanos será enviado à cidade de Darwin em meados de 2012. Será o início de uma presença rotativa de seis meses de até 2.500 efetivos.

"Acordamos iniciativas comuns para incrementar nossa aliança de 60 anos de idade e para mantê-la forte no futuro", disse Gillard durante uma coletiva de imprensa em Canberra.

"Trata-se de um novo acordo para expandir a colaboração existente entre a Força de Defesa Australiana e o Corpo da Marinha dos Estados Unidos e a Força Aérea dos Estados Unidos", acrescentou.

"Temos a intenção de construir isto por etapas", explicou Gillard.

As autoridades chinesas reagiram imediatamente. "Pode não ser muito apropriado intensificar e expandir as alianças militares e pode não ser do interesse dos países nesta região", afirmou à imprensa o porta-voz da chancelaria chinesa, Liu Weimin, em resposta a uma pergunta sobre esta expansão.

As tropas, cujos países também são aliados no Afeganistão, realizaram exercícios e treinamentos nas bases militares da Austrália com a força da Defesa Australiana.

Os dois Estados concordaram em aprofundar a cooperação entre suas forças aéreas, isto resultará em uma crescente movimentação de aviões americanos no norte da Austrália, mais próximo da Ásia do que Sidney e Melbourne.

Obama afirmou que o anúncio da força militar conjunta e sua viagem à região Ásia-Pacífico é um claro sinal para os aliados dos Estados Unidos na região.

"Somos duas nações do Pacífico e com a minha visita à região quero provar que os Estados Unidos vão aumentar seus compromissos com toda (a área) Ásia-Pacífico", declarou.

"O fortalecimento de nossa aliança envia uma mensagem clara de nosso compromisso com esta região, um compromisso não-perecível e indestrutível", acrescentou Obama.

"A segunda mensagem que quero dar é que estamos aqui para ficar. Esta é uma região de enorme importância estratégica para nós. Neste momento estamos tomando decisões fiscais importantes para nosso país, isto está em primeiro lugar na minha lista de prioridades", disse.

"Nós garantimos que podemos desempenhar nosso papel de liderança na região do Pacífico", insistiu.

Obama esclareceu que o fortalecimento desta aliança não deve ser visto como uma ameaça para a China, mas advertiu que esse país terá que respeitar "as regras do jogo".

"O principal recado que dei, não só publicamente, mas em particular com os chineses, é que sua ascensão significa mais responsabilidade", disse.

4 comentários:

Anônimo disse...

Colega, admiro teu trabalho e venho aqui todos os dias. Tenho 42 anos e passei toda minha infância ouvindo falar em ameaça de guerra nuclear. Ainda estou esperando pela tal guerra, eu e os da minha geração. Pelo teu rosto, deves ser jovem e não viveste este tempo, mas posso te garantir que mesmo se esta guerra começar, ela não vai além dos primeiros ataques, seguidos logo por uma negociação de paz e implantação oficial com detalhamento da NOM. Isto se antes dos primeiros ataques não houver um falso ataque alienígena a todos os países, como aconteceu no filme WATCHMEN, fazendo com que todos os povos pensem que devem se unir para combater a (falsa)ameaça externa. Isso de ameaça de guerra nuclear é pura encenação:podes conversar com o pessoal mais velho que eles confirmarão minha história. Wilson de Blumenau

Marta disse...

Caro Anônimo,

Veja o que diz esse jovem no vídeo:

Este mundo jaz no maligno 2 - A Nova Ordem Mundial pode ser evitada? - libertar.in

http://youtu.be/7ZJUGeDDjLw

É muito triste e a mais pura verdade.

Anônimo disse...

O fato de no passado próximo não ter havido guerra nuclear, não diz muita coisa quanto a ocorrência de uma guerra nuclear num futuro próximo. Até acho muito provável que ocorra uma, pois, a todo custo, eles querem cumprir profecias, e basta ler a bíblia em Apocalipse, que é relatada em detalhes, explosões nucleares e suas consequências.

Anônimo disse...

Quando a elite globalista implantar de vez a NOM, todos os governos/governantes têm que estar alinhados com eles em pensamentos e objetivos, pois estarão abrindo o caminho para o anticristo - e todos vão ter que aceitar.
Os que ainda não estão alinhados, serão banidos, como já tem sido feito no Oriente Médio.

Mas para quem não sabe, Ahmadinejad também é um agente "iluminista" que fraudou as últimas eleições no Irã (assim como Bush fez nos EUA) para continuar no poder e cumprir a sua parte na agenda globalista.

A encenação da terceira guerra promovida por todos eles, na verdade é contra a população. Se não tiver "oposição", como vai ter uma guerra ? O presidente do Irã é um grande Hoax (oposição controlada), ou seja, outro endemoniado que não está nem aí para os direitos do povo. Na hora que "eles" quiserem, tiram o "vilão-fantoche" de cena, como fizeram com Bin Laden...

O que eu quero dizer é que vivemos uma manipulação total e tudo é feito para enganar a população, essa sim o grande alvo da "elite" satânica !

Mas segundo a palavra do Nosso Deus e Criador Eterno, o governo do anticristo só vai durar sete anos (o período da grande tribulação), e depois virá o juízo sobre toda a Terra...

Marcos 8: 36-37
Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderia dar em troca de sua alma?

Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras nesta geração adúltera e pecadora, o Filho do homem se envergonhará dele quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos".

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site