Descoberta do CERN (LHC) possibilita enviar mensagens ao passado - LIBERTAR.in - Ministério CASA DE YISRAEL

News

20 de nov de 2011

Descoberta do CERN (LHC) possibilita enviar mensagens ao passado

Novos testes reafirmam a existência de neutrinos que viajam acima da velocidade da luz e dão mais um duro golpe na Teoria da Relatividade de Einstein.

Em setembro deste ano, pesquisadores do CERN anunciaram a descoberta de moléculas subatômicas capazes de viajar a velocidades acima da da luz. A novidade, que abala os pilares da física moderna, foi confirmada novamente nesta sexta-feira (18 de novembro), após testes mais precisos dos experimentos realizados anteriormente.

Uma das principais críticas relacionadas ao experimento inicial do CERN é o tempo relativamente grande dos pulsos de neutrinos enviados, que duravam cerca de 10 microssegundos – situação que, segundo os críticos, impossibilitaria medir com precisão a velocidade das partículas enviadas aos laboratórios Gran Sasso, na Itália.

Enviando mensagens ao passado

Para comprovar a descoberta, os pesquisadores realizaram uma nova bateria de testes enviando neutrinos durante três nanossegundos, com intervalos de 524 nanosegundos entre si. O resultado se mostrou muito mais preciso do que aqueles obtidos pela experiência inicial, comprovando a existência de partículas subatômicas que viajam acima da velocidade da luz.

(Fonte da imagem: Science 2.0)

A descoberta chocou o mundo da ciência por implicar que a Teoria da Relatividade, conforme foi formulada por Albert Einstein, não é válida. Além disso, a novidade destrói nossa percepção de passado e presente ao possibilitar que mensagens sejam enviadas de volta no tempo, afetando seriamente o princípio fundamental da causa e consequência.
Descoberta vista com suspeitas

Apesar dos resultados mais precisos obtidos pelo CERN, a comunidade científica continuará realizando outros testes antes de aceitar a descoberta como verdadeira. Além da reprodução dos testes em outras partes do planeta, pesquisadores sugerem uma verificação da sincronia dos relógios usados no local e daqueles localizados na Itália.

Ao trocar o sistema de GPS usado atualmente por fibra ótica, os cientistas esperam eliminar o efeito que forças gravitacionais divergentes têm sobre relógios. Somente após a verificação completa de detalhes como esse, será possível afirmar com certeza que os neutrinos realmente viajam em velocidades acima da da luz, e que os resultados obtidos não se tratam de uma simples discrepância nas medições.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/ciencia/15494-descoberta-do-cern-possibilita-enviar-mensagens-ao-passado.htm#ixzz1eFy9y89b

4 comentários:

Anônimo disse...

Que coisa estranha.Logo logo eles inventam uma formula para voltar no tempo.Imagina voce rever uma pessoa que ja morreu...mas eu nao acredito nisso.Mandar mensagens no passado é muito confuso.

Anônimo disse...

Não posso acreditar em algo assim.Como podem dizer que podemos volta ao passado,sendo que o mesmo não é físico,sao feitos de momentos já realizados.

Gederson disse...

Ontem assisti novamente o filme
"Deja Vu" e no filme eles também mandam uma mensagem ao passado para que um detetive impeça um crime.
O que é impressionante é que a maquina é muito parecida com a do CERN, foto acima.

Coincidência?

Poder ser, mas que é estranho isso é.

Anônimo disse...

eu acredito que a real intenção deles é abrir o portal para o anticristo, ou seja , trazê-lo de outra "dimensão", onde através dos seus malditos rituais eles o invocam dezde a época dos anjos caídos...corrija-me se eu estiver errado!

César

Últimos mais vistos

Mais vistos em 10 anos de site