Select Menu
Confusão entre aposentados do Fundo Aerus e manifestantes da oposição ao governo antes da reunião da Comissão Mista de Orçamento do Congresso para votar o projeto de flexibiliza a meta de superávit, na CMO, na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta segunda-feira, 24

Em uma sessão conturbada, a Comissão Mista do Orçamento (CMO) aprovou na noite desta segunda-feira o texto-base do projeto que amplia os descontos para o cálculo da meta fiscal, mas a proposta ainda pode ser alterada por emendas.

Foram destacadas para serem votadas separadamente 39 emendas, segundo a presidência da CMO.
O texto aprovado permite que o governo possa abater do resultado fiscal deste ano todos os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e as desonerações tributárias.
O projeto altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014 e, na prática, livra o governo de ter de cumprir qualquer objetivo fiscal neste ano.

Veja o vídeo:




-


10 sinais de que a Rússia está se preparando para lutar (e ganhar) uma guerra nuclear com os Estados Unidos

Se os Estados Unidos e a Rússia travarem uma guerra nuclear, quem ganharia? Você pode se surpreender com a resposta. Sob a administração Obama, o rápido envelhecimento do arsenal nuclear estratégico dos EUA e vem encolhendo. Enquanto isso, os russos têm vindo a desenvolver toda uma nova geração de bombardeiros,submarinos e mísseis que têm a capacidade de fornecer uma primeira greve absolutamente incapacitante. Neste ponto, a maioria dos americanos consideram uma guerra nuclear em larga escala a ser inconcebível. Mas na Rússia atitudes são completamente diferentes. 

Para os russos, os Estados Unidos são o inimigo número um nos dias de hoje e os russos estão febrilmente se preparando para um potencial confronto militar. É claro que os russos realmente não querem ter que recorrer à guerra nuclear. Tal evento será um horror indescritível para todo o globo. Mas se isso não acontecer, os russos querem ter certeza de que eles são os únicos que sair por cima.

Um monte de americanos ainda estão operando sob a suposição equivocada de que a doutrina da "destruição mútua assegurada" ainda se aplica. A idéia era que ambos os lados tinham tantos mísseis nucleares que um lançamento por um lado garantam a destruição de ambas as partes.

Mas desde aquele tempo, tanta coisa mudou.

Por um lado, o arsenal nuclear dos EUA é muito, muito menor do que era naquela época.Em 1967, o exército norte-americano possuía mais de 31 mil ogivas nuclearesestratégicas. Agora, só temos 1.642 implantado, e esse número está programado para ser ainda mais reduzido para cerca de 1.500.

Infelizmente, a redução do tamanho do nosso arsenal nuclear em cerca de 95 por centonão é suficiente para cruzada anti-armas nucleares de Barack Obama. Ele tem falado de reduzir unilateralmente o tamanho do nosso arsenal nuclear estratégico para apenas 300ogivas.

Durante este mesmo período de tempo, os russos têm vindo a desenvolver alguns muitoimpressionantes sistemas de entrega furtivas que têm a capacidade de atingir alvosdentro dos Estados Unidos dentro de poucos minutos de uma ordem a ser emitida. Isto é particularmente verdadeiro de seus mísseis lançados por submarinos. Os mais novossubmarinos russos têm a capacidade de abordar as nossas costas, sem nós, mesmo sabendo que eles estão lá. Se os russos chegaram à conclusão de que a guerra com os Estados Unidos é inevitável, uma primeira ação esmagadora usando mísseis baseados em submarinos poderiam potencialmente tirar quase todo o nosso arsenal antes mesmo de sabermos o que nos atingiu. E se os russos têm um sistema de mísseis anti-balísticosque podem interceptar o número limitado de foguetes que podemos lançar em troca, eles podem ser capazes de escapar relativamente incólume.

Para que "destruição mútua assegurada" para trabalhar, temos que ver os mísseis russos chegando e ter tempo suficiente para pedir um lançamento do nosso próprio país.Graças a tecnologias emergentes, o equilíbrio de poder tem fundamentalmente mudou. A velha maneira de pensar simplesmente não se aplica mais e os russos entendem isso.

A seguir, são 10 sinais de que a Rússia está se preparando para lutar (e ganhar) uma guerra nuclear com os Estados Unidos ...

# 1 A Rússia está gastando uma quantidade enorme de dinheiro para desenvolver oBomber PAK DA Estratégico. Não se sabe muito sobre este bombardeiro stealth neste momento. O resumo a seguir o que sabemos vem de uma fonte de notícias Australiana...

Resposta da Rússia ao "Espírito" B-2, esta próxima geração de bombardeiro estratégico destina-se a ser quase invisível para rastreá-lo e capaz de transportar uma enorme variedade de mísseis convencionais e nucleares. Pouco mais se sabe que não a sua data de serviço esperado: 2025.

# 2 bombardeiros nucleares russos têm sido regularmente movimentado áreas do norte da Europa e ao longo da costa do Alasca. Os russos parecem estar descaradamentetestando as defesas da OTAN. Aqui é apenas um exemplo recente ...

Bombardeiros nucleares estratégicas russas realizadas incursões zona de defesa aérea no Alasca e em toda a Europa do Norte esta semana na última barulho sabrenuclear por Moscou.

Seis aeronaves russas, incluindo dois bombardeiros nucleares Urso H, dois MiG-31aviões de combate e dois IL-78 aviões de reabastecimento foram interceptados porcaças F-22 na quarta-feira para o oeste e norte do Alasca, em zonas de identificação de defesa aérea, disse o capitão da Marinha. Jeff A . Davis, um porta-voz para os EUANorthern Command and North American Aerospace Defense Command. Dois outrosursos foram interceptados por jatos canadenses na quinta-feira.

# 3 russo ministro da Defesa, Sergei Shoigu diz que os bombardeiros nucleares russosagora vão conduzir patrulhas regulares "no oeste do Pacífico Atlântico e Oriental, bem como no Caribe e no Golfo do México".

# 4 a Rússia está construindo um sistema de mísseis anti-balísticos que supostamente vai ser superior a qualquer coisa que os EUA tem atualmente ...

Atualmente em desenvolvimento, o míssil S-500 é destinado a ser capaz de interceptar mísseis balísticos intercontinentais, quando combinado com entrada radar dos gostos da nova aeronave A-100 AWACS. Supõe-se para ser capaz de rastrear e atirar em até 10 alvos supersônicos a qualquer momento em alturas de até 40 km.

# 5 Rússia testou com sucesso recentemente lançou um novo míssil balísticointercontinental à base de submarinos ...

Um submarino nuclear Frota do Norte da Rússia na quarta-feira um míssilintercontinental de teste a partir do Mar de Barents ao extremo leste Kura Faixa do paísna península de Kamchatka, Ministério da Defesa russo disse em um comunicadoquarta-feira.

"Dentro dos quadros de análise da confiabilidade das forças nucleares estratégicasmarinhas, o Tula [submarino nuclear] lançou um míssil balístico intercontinental Sinevado Mar de Barents a Faixa de Kura [em Kamchatka]", diz o comunicado.

O RSM-54 míssil balístico intercontinental Sineva (nome de código NATO SS-N-23Skiff) faz parte do sistema de lançamento de D-9RM.

O sistema de lançamento de D-9RM equipados com RSM-54 mísseis foi colocado em serviço em 1986. A produção do RSM-54 foi interrompida em 1996, mas depois de três anos, o governo russo retomou a produção de uma versão modernizada do míssil.

# 6 Rússia já possui submarinos nucleares de ataque Super silenciosas que arevirtuallyindetectável quando submerso. Em um artigo anterior, eu discuti como a Marinha dos EUA se refere a esses subs praticamente indetectáveis como "buracos negros" ...

Você sabia que a Rússia está a construir submarinos que são tão silencioso que os militares dos EUA não pode detectá-los? Estes submarinos "buraco negro" pode se aproximar livremente as costas dos Estados Unidos, sem medo de ser detectado quando quiserem. Na verdade, um "submarino de ataque de propulsão nuclear armado commísseis de cruzeiro de longo alcance" navegaram em torno do Golfo do México durante várias semanas sem ser detectado de volta em 2012. E agora, a Rússia está a lançaruma nova classe de submarinos que têm "stealth avançada tecnologia ". A Marinha dos EUA reconhece abertamente que eles não podem controlar esses subs quando elesestão submersos. Isso significa que os russos são capazes de navegar até as nossas costas e lançar armas nucleares quando quiserem.

# 7 meios de comunicação russos estão relatando que 60 por cento de todos os mísseis nucleares russos terão capacidade de evasão de radar em 2016 ...

Ministério da Defesa da Rússia planeja concluir o rearmamento das Forças de Mísseis Estratégicos no prazo de seis anos. "Em 2016, a participação dos novos sistemas de mísseis vai chegar a quase 60%, e em 2021 a sua quota aumentará para 98%. Ao mesmo tempo, os sistemas de comando de tropas e de armas, equipamentos de combate serão qualitativamente melhoradas, em primeiro lugar - suas capacidades paraa supressão de defesa antimísseis será construído ", porta-voz da RVSN do Ministério da Defesa coronel Igor Yegorov disse ITAR-TASS na sexta-feira.

# 8 Pela primeira vez na história, a Rússia tem mais nuclear estratégicowarheadsdeployed do que os Estados Unidos fazem ...

Pela primeira vez, a Rússia, que está no meio de uma grande modernização nuclearestratégica, tem mais implantado ogivas nucleares que os Estados Unidos, de acordo com os números mais recentes divulgados pelo Departamento de Estado.

Rússia tem agora 1.643 ogivas em mísseis balísticos intercontinentais, mísseis balísticos lançados por submarinos e bombardeiros pesados. Os Estados Unidos têm1642, disse que a folha de fato divulgado quarta-feira.

A contagem de ogiva para os russos, com base no relatório de 01 de setembroexigida nos termos do Tratado de Redução de Armas 2010 New Estratégicas (START),mostra um aumento de 131 ogivas desde a última declaração sobre março 1. Os EUAreportou um aumento de ogiva de 57 durante o mesmo período. Não está claro por queos números de ogivas aumentado.

# 9 a Rússia tem uma enorme vantagem sobre os Estados Unidos e da OTAN quando se trata de armas nucleares táticas ...

Quanto às armas nucleares táticas, a superioridade da moderna Rússia sobre aOTAN é ainda mais forte.

Os norte-americanos estão bem conscientes disso. Estavam convencidos antes que a Rússia nunca iria subir novamente. Agora é tarde demais.

Até à data, os países da OTAN têm apenas 260 armas nucleares táticas no ETO. Os Estados Unidos têm 200 bombas com uma capacidade total de 18 megatons. Eles estão localizados em seis bases aéreas na Alemanha, Itália, Bélgica, Holanda e Turquia. A França tem 60 bombas atômicas mais. Isso é muito bonito isso. Rússia, de acordo comestimativas conservadoras, tem 5.000 peças de diferentes classes de TNW - de ogivasIskander para torpedo, ogivas aéreos e de artilharia! Os EUA tem 300 táticos B-61bombas em seu próprio território, mas isso não muda a situação contra o pano de fundo de tal desequilíbrio.

# 10 O presidente russo, Vladimir Putin deu início a um programa de modernização"armas" enormes que é projetado para custar o equivalente de 540 bilhões de dólares ...

Putin disse que o programa de modernização de armas da Rússia para 2016-2025deve centrar-se na construção de uma nova matriz de armas ofensivas para fornecer uma "dissuasão nuclear garantida;" rearmamento da aviação estratégica e de longo alcance; a criação de um sistema de defesa aeroespacial e de desenvolvimento de armas convencionais de alta precisão.

Ele não falaria sobre armas em potencial, mas ele e outros funcionários têm se vangloriou repetidamente sobre a capacidade russos novos mísseis nucleares de penetrar qualquer escudo antimísseis prospectivo.

O Kremlin tem reforçado os gastos com defesa nos últimos anos no âmbito de umprograma de modernização armas ambiciosos que atravessa 2020 e custa o equivalente a $ 540000000000.

Enquanto isso, os chineses têm investido pesadamente nesse tipo de tecnologia também.

Na verdade, apenas no outro dia os chineses testaram com sucesso um novo míssilbalístico intercontinental lançados por submarinos ...

Da China JL-2 de segunda geração intercontinental-range submarino-lançado mísseis balísticos, que tem a capacidade de atingir os EUA continental, já se acredita serimplementável por o Exército Popular de Libertação, relata Huanqiu, o site em língua chinesa do Mundial nacionalista tempos tablóide.

O Julang-2 - literalmente "Onda Gigante 2" - chegou a um nível preliminar deproficiência, de acordo com a Comissão Economica e revisão de segurança EUA-China no seu relatório ao Congresso dos Estados Unidos em 20 de novembro.

A maioria dos americanos não acreditam que nada disso é uma preocupação alguma.

A maioria dos americanos simplesmente assumir que uma guerra nuclear em larga escala é praticamente impossível.

Mas a verdade é que um primeiro ataque bem sucedido contra os Estados Unidos é mais possível hoje do que jamais esteve antes.

Esperemos que o povo americano vai acordar para esta realidade, antes que seja tarde demais.

Via: http://endoftheamericandream.com e O Despertar News
-

Um suposto ativista contra os Illuminati, do lado do falsário Julian Assange?
Tem cheiro de farsa no ar.

Pelo menos duas cidades dos EUA poderiam se tornar alvo de ataques nucleares em 2015, acredita que o hacker romeno conhecido como 'Guccifer'.

Marcel Lazar Lehel, Guccifer, o "hacker" que ficou famoso depois de ter subido Internet nu auto-retratos de ex- George W. Bush, disse ao jornal " The New York Times "que não há um plano de ataque nuclear na cidade de Chicago e uma cidade no estado da Pensilvânia, cujo nome é desconhecido.

De acordo com o hacker, tenha obtido após invadir e-mails privados de muitos altos oficiais militares, políticos e de inteligência, os ataques estão previstas para o próximo ano. Além disso, Guccifer revelou que ele tem um extenso arquivo de e-mails hackeados de várias figuras públicas ainda Foram notificados no local cryptome.org onde carregou os resultados de suas atividades durante anos. Além disso, o cibercriminoso, atualmente a cumprir uma pena de sete anos em uma prisão de alta segurança em Romênia para as suas atividades ilegais na Internet, apresentou a rotação de um fã de teorias da conspiração sobre o Illuminati, um grupo secreto que, segundo Guccifer, está governando o mundo. 

O hacker se apresenta como um guerreiro na luta contra o sigilo e afirma ser no mesmo lado que o fundador do WikiLeaks Julian Assange e o ex-colaborador da NSA, Edward Snowden, disse o jornal.

Entre as "realizações" de Guccifer é a 'pirataria' da correspondência dos ex-secretarios de Estado dos EUA Colin Powell e Hillary Clinton, o director dos serviços secretos na Roménia, George Maior, bem como numerosas figuras militares, diplomáticas e financeiras.

Via: RT


Cientistas dos Estados Unidos estão se preparando para realizar novos experimentos em cães com as propriedades de rapamicina, com o objetivo de usar na luta contra o envelhecimento humano.

Os peritos concluíram que a droga de caráter natural encontrado no solo da Ilha de Páscoa pode ajudar a prolongar a vida humana e melhorar a memória na velhice.

É rapamicina, uma droga que é actualmente utilizado para prevenir a rejeição de órgãos transplantados uma pessoa. Depois de ter realizado uma série de testes, os médicos revelaram sua nova propriedade: a vida prolongada de drogas por 9% para roedores machos e 14% do sexo feminino. Com base nesta descoberta, os cientistas agora como objectivo tentar a droga em cães, que ajudam a prever a possível acção do fármaco em seres humanos.

Este experimento será conduzido na Universidade de Washington por cientistas norte-americanos Kaeberlein Mateus e Daniel Promislow em cães entre 6 e 9 anos, a esperança média de vida é estimada entre 8 e 10 anos. Em apenas alguns meses de testes, os especialistas podem fazer uma estimativa da eficácia da droga, de acordo com Komonews.com

Fonte: http://actualidad.rt.com/c
-
n/d

Festas na Zona Sul e na Barra atraem jovens a partir deste sábado (8).
Evento no último verão teve nudez coletiva e foi sucesso de público.

A primavera carioca com temperaturas típicas de verão reserva opções refrescantes de diversão para os maiores de 18 anos. Mulheres - deixem para trás os saltos agulha, as camadas de maquiagens e os penteados produzidos. Homens, nada de camisas sociais e visual de gala nas tardes e noites quentes de novembro. As festas na piscina, tradução das já conhecidas pool parties, chegaram para ficar no Rio de Janeiro e prometem dar o que falar nos próximos fins de semana.

Esse tipo de celebração não é novidade em países do norte, onde as estações são definidas e o verão é esperado com ansiedade. Em Las Vegas, Estados Unidos, onde as piscinas já fazem parte do circuito turístico, as festas levam muitos jovens a pagar valores um tanto salgados para curtir uma tarde ensolarada ao lado de gente bonita e DJs renomados de música eletrônica. Outras festas são gratuitas e compõem um ambiente mais democrático em hotéis cassinos. O mesmo ocorre em cidades como Barcelona e Nova York, onde terraços de hotéis servem de palco para as festas e mostram vistas de tirar o fôlego.

“As festas desta temporada serão feitas em um lugar menor, algo mais privê. As nossas festas de verão costumam reunir 1,5 mil pessoas, mas as versões pocket terão no máximo 600 pessoas”, disse ela, acrescentando também que não serão vendidos ingressos na porta do evento, como nas versões anteriores.

Nudez

As outras edições da Pool Me In chamaram a atenção. Isso porque o público, no decorrer da festa, se sentiu tão a vontade que resolveu tirar o resto da pouca roupa que já vestiam. Suzana acredita que o fato da primeira festa ter ocorrido no período após manifestações no Rio e no país ajudou o clima de liberdade ideológica coletiva. Para ela, a nudez pode ter sido “um grito de liberdade”.

“Acho que foi um grito de liberdade. Nos primeiros dez minutos, as pessoas ficaram se olhando, estranhando. Mas ninguém se importou com a nudez e muita gente acabou aderindo. A repercurssão, que eu achei que pudesse até ser negativa, não foi. Me surpreendeu”, disse.

A produtora contou ainda que a atitude do público não foi recriminada nem pelos donos da casa, que alugaram o espaço para a festa. “O dono da Mansão Phellipe, um francês que faleceu neste ano, adorou a festa e disse que nem na Europa eles conseguiu ver uma festa como foi aquela. Disse que, até por lá, todo mundo anda bem careta”, finalizou.

Fonte: G1 noticias


Analistas temem que seja prenúncio de uma nova guerra no país

Desde que voltou a existir como nação autônoma, em 1948, a declaração de independência definia Israel como “Estado judeu”. Contudo, a legislação israelense nunca usava esse termo. Afinal, parte da população é constituída de cristãos e de muçulmanos.

Neste domingo (23), o Conselho de Ministros aprovou um projeto de lei que define Israel desta forma. Presidida pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, a sessão foi marcada por debates acalorados e muita polêmica.

De um lado, recebeu apoio dos três partidos nacionalistas (Likud, Yisrael Beiteinu e Lar Judeu). Quem se mostrou contrário foi a legendas de centro Yesh Atid, tendo apoio da ministra da Justiça Tzipi Livni. O resultado foram 15 votos a favor e 7 contrários.

“No Estado de Israel, há igualdade individual para todos os cidadãos, mas o direito nacional (está reservado) só para o povo judeu”, enfatizou o primeiro-ministro na abertura da sessão. Para analistas, isso reflete a crescente política ultranacionalista do Likud e do Yisrael Beiteinu.

De acordo com o Daily Mail, O projeto de lei agora deve ser aprovado pelo Congresso, antes de se tornar lei. Há temores que se o tom não for abrandado, haverá muito conflito com as minorias de origem árabe. Entre os pontos polêmicos está exigir que o hebraico seja a única língua oficial do país, além de problemas em potencial para os direitos civis de muçulmanos (cerca de 17%) e cristãos (2%).

A imprensa noticiou que existe um ambiente de divisão entre os membros do governo de Netanyahu, pois a proposta não tinha unanimidade. O que pode gerar um clima de instabilidade no país com eleições primárias que ocorrem no início de 2015.

O jornal Haaretz criticou a proposta, alegando que a lei “colocaria os cidadãos árabes do Estado numa posição inferior ao estatuto dos judeus”. Já o presidente do conservador Instituto Herzl, Yoram Hazoni, comemorou: “A lei é muito necessária neste momento, pois além de assegurar a viabilidade a longo prazo de Israel, também será percursora de uma futura solução para a ampla crise de legitimidade que mina todo o sistema de Estados no Médio Oriente”.

As organizações árabes de Israel protestaram, pois acreditam que poderá ocorrer “a institucionalização do racismo, que é uma realidade nas ruas”. Elas temem que os palestinos, que hoje não possuem oficialmente a cidadania israelense perderão seus benefícios sociais.

Há o temor que essa decisão piore a relação entre os israelitas e a comunidade muçulmanas, especialmente após a onda de violência que se abateu sobre Jerusalém nos últimos meses. Alguns analistas acreditam que pode acelerar o início de uma nova Intifada (revolta palestina), que vem sendo anunciada por grupos radicais.

Os conflitos recentes iniciaram por causa da disputa sobre a permissão dos judeus oraram no Monte do Templo. No início da semana passada, dois palestinos atacaram uma sinagoga em Jerusalém e mataram 4 rabinos e um policial.

Via: http://noticias.gospelprime.com.br/
-
Há mais jovens no mundo agora do que já houve antes. De acordo com o relatório mais recente do Fundo de População da ONU, isso representa uma oportunidade sem precedente para progresso, mas só se as gerações futuras forem menores.



A prescrição do FNUAP para garantir um “dividendo demográfico” inclui acesso livre ao aborto para adolescentes, removendo leis de idade de consentimento, leis a favor de drogas e prostituição e redução do envolvimento dos pais na formação sexual de seus filhos.

“Os jovens precisam de uma ampla variedade de serviços de saúde sexual e reprodutiva, inclusive… assistência de aborto seguro,” diz o relatório Situação da População Mundial 2014, lançado na terça-feira. De acordo com o FNUAP, os sistemas legais na maioria dos países ficam atrás em compromissos que fizeram em tratados internacionais de direitos humanos, e têm “ainda de alcançar as realidades dos adolescentes e jovens.”

Nenhum tratado da ONU menciona aborto, nem obriga os países a vulnerabilizar jovens a adultos que oferecem serviços sexuais e reprodutivos.

De preocupação especial para o FNUAP são as leis de idade de consentimento sexual que requerem permissão dos pais para ter acesso ao aborto, contraceptivos ou outros serviços como campanhas de troca de agulha para usuários de drogas.

“Leis de idade de consentimento contradizem a ideia de que os jovens devem participar das decisões que os afetam de acordo com suas aptidões em desenvolvimento,” diz o relatório, igualando participação na tomada de decisões com controle unilateral.

O FNUAP também critica as leis contra a “conduta de mesmo sexo, uso de drogas e venda de sexo ou trabalho sexual,” na base de que essas leis “recaem de forma particular nos jovens que estão concretizando sua saúde sexual e reprodutiva e direitos reprodutivos.”

Idealmente, os pais deveriam ser a principal fonte de informações e orientação sobre sexualidade, o relatório permite, mas isso “não acontece do jeito que deveria.” Na opinião do FNUAP, os pais muitas vezes “não sabem como falar com seus filhos sobre tais assuntos.”

O relatório postula que “dá para se influenciar” mudanças práticas de conduta entre os jovens “por meio de intervenções de políticas, tais como as que afrouxam as restrições de idade ou de consentimento dos pais sobre o acesso dos adolescentes aos serviços.”

Embora a preocupação principal do FNUAP seja reduzir o crescimento populacional, seu foco nos jovens é saturado da linguagem de direitos humanos, maximização de potencial e remoção das barreiras para o sucesso. Os jovens não são apenas os alvos da estratégia, mas estão também sendo treinados para serem seus principais promotores. Isso significa lhes dar mensagens que eles não estão ouvindo em casa ou nas suas comunidades.

Entretanto, a premissa de que reduzir a fertilidade dos países em desenvolvimento os arremessará para a prosperidade é questionável. Os países com baixa fertilidade e crescentes populações de idosos enfrentam cargas financeiras, pois crianças dependentes incorrem em despesas mais baixas do que idosos dependentes.

Os economistas têm observado que uma queda na fertilidade tende a vir no rastro, em vez de preceder, o aumento na prosperidade econômica, que é a razão por que o “dividendo demográfico” parecia mais pronunciado na Ásia do que na América Latina ou outras regiões em desenvolvimento.
Embora o relatório reconheça que os jovens sofram limitações com a estagnação econômica e falta de escolaridade ou oportunidades de emprego, sua preocupação principal é que a pobreza “pode ser uma barreira muito forte para indivíduos obterem o que precisam para alcançar sua saúde sexual e reprodutiva e direitos reprodutivos.”
No total, o relatório do FNUAP afirma que a chave para o desenvolvimento é garantir que a conduta sexual dos adolescentes fique sem supervisão, sem limites, tenha financiamento público e, acima de tudo, seja não procriativa. O FNUAP postula que a imposição da anarquia sexual nos jovens garantirá o bem-estar deles e o do mundo inteiro.

Tradução: Julio Severo

Fonte: Friday Fax e ocorreiodedeus.com.br
-


Aparentemente, não se trata de especulação imobiliária, nem de uma necessidade premente da Prefeitura de Moscou por espaço. Mas o pequeno Teatr.doc, que ocupa a espremida sala negra com ares de calabouço no centro da capital russa, a poucos passos da emblemática Praça Pushkin, está prestes a ser despejado. Criada nos idos de 2002, a companhia se notabilizou pela irreverência, audácia e a capacidade de inovar no palco com encenações de forte conteúdo crítico e político. Dali surgiram nomes importantes da cena teatral contemporânea, como a dramaturga Elena Gremina, um das suas cofundadoras. Em Oxford, onde participou de encontro “De volta à União Soviética?” para debater o teatro russo, ela disse que não há motivos claros para a decisão, mas confessa ter se surpreendido com o apoio que tem recebido nas redes sociais.

— Não sei o que vai acontecer. Outros teatros chegaram a nos oferecer espaço. Não queremos criar problemas para ninguém. A situação política para os teatros mudou. Depois das leis que baniram os palavrões e a propaganda homossexual, por exemplo, vários textos foram adaptados. Os gays são apresentados como anti-heróis ou personagens cômicos. Só podem ser mostrados em situações negativas — disse a autora da aclamada peça “Irmãos Ch”, sobre a família do escritor Anton Tchekov, levada ao cinema pelo diretor Mikhal Ugarov, também cofundador do Teatr.doc e seu marido.

O que está ocorrendo com o Teatr.doc não tem uma explicação clara, como muito do que acontece na Rússia do presidente Vladimir Putin. E tampouco é um caso isolado. A rádio Ekho Moskvy, conhecida pelas suas posições críticas, também sofre a ameaça de sair de ar. Seu destino pode ser decidido nos próximos dias. A Memorial, organização não-governamental voltada para os direitos humanos — uma das primeiras a atuar neste segmento no país, criada no período da perestroika inicialmente com o objetivo de dar assistência aos prisioneiros políticos vítimas do regime soviético —, está sendo julgada neste momento e pode ter de fechar as portas.

O fim destas duas últimas instituições, de acordo com especialistas, não significa necessariamente que será sentido pelas massas. Estima-se que um em cada dez russos nunca ouviu falar na Memorial, e que, sobre a Ekho Moskvy, só sabem da verve crítica contra o regime vigente. No entanto, os sinais parecem evidentes.

Em princípio, segundo a própria Elena alardeou na sua página no Facebook, a suspensão do contrato de aluguel do imóvel teria se dado sem aviso prévio ao teatro e sem motivo evidente, embora o departamento responsável continuasse recebendo os pagamentos mensais. Ninguém sabe o que há por trás da determinação, nem se veio ainda mais de cima, do gabinete do prefeito de Moscou, ou ainda de instâncias superiores a ele. Boa parte do repertório da companhia se dedica a um gênero conhecido como teatro documentário. Um dos novos projetos em desenvolvimento, segundo adiantou a escritora, é uma peça baseada em relatos dos prisioneiros feitos durante os protestos na Rússia, esquecidos na cadeia. O Teatr.doc espera uma resolução final. Caso contrário, mês que vem terá de deixar o endereço atual.

Para o diretor do Instituto de Rússia da Universidade King's College, Sam Greene, que acaba de lançar o livro “Moscow in movement: power and opposition in Putin’s Russia” (Moscou em movimento: poder e oposição na Rússia de Putin, em tradução livre), o país está claramente se fechando desde os protestos que levaram milhares de pessoas às ruas a partir de 2011.

— As coisas mudaram de maneira dramática desde 2009. Naquela época, enquanto o governo tinha muito interesse em aumentar os controles, o Kremlin sentia que tinha uma posição inconteste e inquestionável na política russa. Os protestos de 2011-2012, junto com as turbulências econômicas crescentes, mudaram o cenário, e Putin e sua equipe se puseram em uma competição “nós contra eles” com uma oposição engajada — explica Greene, que viveu na Rússia.

Para marginalizar a oposição, segundo o professor, Putin voltou-se à ideologia para reforçar as rédeas sobre a elite e passou a impor uma hierarquia de poder ainda mais estrita. O resultado se traduziu em um aumento da pressão social e política sobre qualquer um que esteja fora da linha oficial, assim como mais pressão sobre os oficiais de governo em todos os níveis para que façam respeitar esta linha nas suas jurisdições.

— Por isso, embora seja difícil saber se foi o próprio Kremlin que mandou funcionários atrás do teatro, da rádio, da ONG ou de qualquer outro grupo ou mídia, a realidade é que o sistema por si só está criando incentivos e pressões que tornarão cada vez mais difícil a sobrevivência de qualquer organização verdadeiramente independente — disse.

A internet também tem sido alvo constante das autoridades russas. Desde agosto, todos os blogueiros com mais de 3 mil leitores diários estão obrigados a se registrar junto ao órgão regulador da mídia, o Roskomnadzor, e se adaptar à legislação em vigor para os grandes meios. De acordo com a lei, os blogueiros já não podem mais se manter no anonimato. A novidade também obriga que as empresas de internet permitam às autoridades russas, quando necessário, acesso a informações de usuários. Estas últimas, em princípio, devem ser mantidas na base de dados das empresas por pelo menos seis meses. Tudo isso significa que pode ficar fácil fechar sites e ir atrás dos seus proprietários.

Até bem pouco tempo atrás, a internet era tida como o espaço mais livre da sociedade russa contemporânea para os críticos do sistema. Debates sobre política e denúncias importantes tiveram lugar na rede nos últimos anos, assim como as convocações para os protestos que tanto assustaram o Kremlin recentemente. Ainda não se sabe como a nova lei será aplicada, mas os interessados já estariam buscando meios para driblá-la.

Uma outra lei aprovada no início do ano já dava ao governo poderes para bloquear páginas na internet sem maiores explicações. Foi assim que o blog do oposicionista Alexei Navalny, o blogueiro que emergiu dos protestos anti-Putin, e outros dois sites de uma organização encabeçada pelo também oposicionista, ex-enxadrista e ex-candidato à Presidência da Rússia Gary Kasparov foram bloqueados.

Esta semana, em uma reunião de seu Conselho de Segurança sobre o combate ao extremismo, Putin afirmou que a Rússia deve evitar uma “revolução colorida”, em referência a revoluções populares que ocorreram nas ex-repúblicas soviéticas, notadamente a “revolução laranja” na Ucrânia.

— No mundo moderno, o extremismo é usado como um instrumento geopolítico para redefinir esferas de influência. O que vemos são consequências trágicas dessa onda revolucionária — afirmou o presidente. — Para nós isso é uma lição e um alerta. Temos que fazer o possível para que nada semelhante aconteça na Rússia.

Putin também manifestou preocupação com interferência externa. No início da semana havia acusado os EUA de tentarem subjugar a Rússia, culpando o Ocidente pela derrubada de um presidente ucraniano apoiado por Moscou em fevereiro, e acusando Washington de incentivar protestos contra seu governo no inverno de 2011.


Via: http://oglobo.globo.com/
chemtrails-uk-geoengineering-uk-london-14-september-2012

Um fator que é comumente esquecido quando se trata de falarsobre a saúde humana e degradação ambiental é geo-engenharia e gestão da radiação solar (SRM), também conhecido como "chemtrails”. 

O nome parece vir do fato de que vários geo-engenharia e SRM programas usam aresols estratosféricos como bário, fibra de vidro revestida de alumínio nano [conhecidos como palha], tório radioativo, cádmio, cromo, níquel, sangue desidratado, esporos de mofo, micotoxinas de fungos amarelos, dibrometo de etileno, fibras de polímero e mais.

Abaixo está um vídeo de vários cientistas, médicos e pilotos que contam a verdade sobre “chemtrails.” É uma questão muito séria que é muitas vezes ridicularizado e jogado para o reino conspiração. Como resultado, eu anexado informações de um artigo que eu escrevi recentemente sobre o assunto.



Muito Breve História de Modificação do Tempo

“Alteração de tempo é geralmente considerado como sendo o esforço deliberado para melhorar as condições atmosféricas para fins humanos benéficos. Nem todas as atividades de modificação do tempo, no entanto, foram projetados para beneficiar a todos, e têm sido utilizados para fins de guerra ” ( 1 )

“A Marinha dos EUA lançou uma arma capaz de induzir um forte terremoto no Haiti. Desta vez foi apenas uma broca, e na parte final do que está destruindo e levando o Irã “. -Hugo Chávez, (então) presidente da Venezuela

Modificação do tempo remonta aos anos 1940, quando a General Electric Company demonstraram que uma nuvem de gotículas de água super-arrefecida pode ser ser transformados em cristais de gelo quando semeadas com gelo seco. Pará após esta, foi descoberto que as finas partículas de iodeto de prata puro com uma estrutura cristalina semelhante à de gelo foram eficazes para modificação do tempo global. Como resultado:

“O iodeto de prata continua a ser a materia mais utilizados

material semeação de nuvens. ” (1)

A declaração acima foi feita na década de 1970, mas muito mais aconteceu desde então. Com iodeto de prata começou o nascimento de pulverização de aerossóis estratosféricos na atmosfera da Terra. Iodeto de prata pulverização começou na década de 1950 (1), e, desde então, provaram ser extremamente tóxicas, especialmente para a saúde ambiente, humana e animal. Você pode aprender mais sobre ele aqui .

O alumínio é outra coisa. É altamente tóxicas e também muito prejudicial para o meio ambiente.

A idéia de pulverização de alumínio em nossa atmosfera vai caminho de volta, existem patentes que demonstram claramente a consideração de tais materiais que incluem os óxidos de metais que têm alta emissividade. Estes incluem substâncias nocivas, como óxido de alumínio e óxido de tório. Um exemplo patente é um grande do Aircraft Company Hughes, que data por todo o caminho de volta a 1990, que é mais de 20 anos atrás. Você pode dar uma olhada aqui .

Avanço rápido de hoje, com ainda mais produtos químicos adicionados à mistura, isso nos dá a essência básica de programas de geoengenharia (imagem abaixo) e por que tantas pessoas estão preocupadas com elas.

“Nós fazemos coisas na estratosfera o tempo todo fora de curso, então não é como se a estratosfera é absolutamente imaculada. Mas você não quer que as pessoas a sair e fazer coisas que envolvem grandes peças forjadas radioativos, ou programas que vão por longos períodos ou para essa matéria proporcionam muita superfícies reativas que podem resultar na destruição do ozônio significativa. “- (retirado o primeiro filme citado no final do artigo)
M. Granger Morgan, Carnegie Mellon University, University e Senhor Presidente Professor de Engenharia e Políticas Públicas, da Academia Nacional de Ciências dos Estados
Pulverização Modern Day

“Além de programas de investigação específicos patrocinadas por órgãos federais, existem outras funções relacionadas com a modificação do tempo que são realizadas em vários lugares no Poder Executivo. Vários painéis consultivos federais e comitês e suas equipes – criado para realizar estudos aprofundados e preparar relatórios, para fornecer conselhos ou recomendações, ou para coordenar programas de modificação do tempo – foram alojados e apoiada no âmbito executivos departamentos, agências ou escritórios “. ( 1 )

Estes programas são conduzidos pelo departamento de defesa, o que significa que eles permanecem classificadas, e por que tantos cientistas e meteorologistas não dizer nada sobre isso. Ao mesmo tempo, tudo o que realmente precisamos é de observação.

A maioria destes programas são apoiados pela CIA e pela NASA, que estão apoiando a Academia Nacional de Ciências que diz respeito a projetos de geoengenharia. (fonte) (fonte) Mais uma vez, os projetos de geo-engenharia são qualquer tentativa de alterar a forma como o planeta ou o seu tempo sistemas funcionam, e como você pode ver, foram acontecendo por um longo tempo agora. (fonte) (fonte) (fonte) (fonte) O tempo foi mesmo modificada na China para as Olimpíadas de 2008. (fonte)

Se você é um observador constante dos céus, como eu sou, não é difícil ver que algo já está acontecendo. Depois de um dia de pulverização, as trilhas não evaporam, elas se espalham e bloquear o sol.

” escurecimento global é outro termo que as pessoas não estão familiarizados com, 20% dos raios solares não estão atingindo a Terra. Isso significa que há uma grande quantidade de metais lá em cima “- Dane Wigington

Há o receio de, durante anos, por vários indivíduos de todo o mundo. Por exemplo, Rosalind Peterson, presidente e co-fundador da Coalizão de Defesa Agropecuária (ADC), e x United States Department of Agriculture (USDA) empregado afirmou em uma audiência das Nações Unidas sobre o aquecimento global que 2007:

“Uma das coisas que estão afetadas pelas mudanças climáticas é a agricultura, mas algumas das coisas que nós estamos vendo é feita pelo homem, mas o homem fez de uma forma diferente do que você pode imaginar. Programas de modificação do tempo, os experimentais realizados por empresas privadas, o governo dos Estados Unidos, estão em andamento e há mais de 50 operações em curso nos Estados Unidos.Todos estes agricultura impacto porque eles mudam os micro-climas necessários para a agricultura para sobreviver. Nenhum destes programas é feito com supervisão. Corporações internacionais estão modificando nosso clima o tempo todo, e modificá-lo de maneiras que cobrem milhares e milhares de quilômetros quadrados. A maior parte é quimicamente alterado, então o que acontece é que estamos colocando terrestres produtos químicos que são disparados para o ar que alterar e modificar o nosso tempo. ”


Você pode ler mais e ver que a audição completa aqui.

Geoengenharia e chemtrails são um enorme problema, e quando se fala de clima e degradação ambiental, é algo que deve ser mencionado, o fato de que não é é muito suspeito, dado o fato de que eles foram a pulverização por e modificando nosso clima por tanto tempo .

D

Dane Wigington tem uma extensa experiência em energia solar. Ele é um ex-funcionário da Bechtel Power Corp. e era um empreiteiro licenciado na Califórnia e Arizona. Ele é o pesquisador líder www.geoengineeringwatch.org e investigou todos os níveis de engenharia geo de chemtrails para HAARP. Ele ajudou Michael Murphy com sua produção de “O que no mundo estão Eles pulverização” e apareceu em uma extensa série de entrevistas para explicar os perigos ambientais que enfrentamos em um nível global.

Este artigo fornece uma fração das informações que `s disponíveis lá fora. Eu recomendo assistir a esses dois (abaixo) documentários sobre o assunto e visitar www.geoengineeringwatch.org para mais informações. Os documentários abaixo incluem muito mais informação, e uma grande quantidade de dados científicos.

O que no mundo eles estão pulverizando? (Comprimento total)

Por que no mundo eles estão pulverizando? (Comprimento total)

Bibliografia comentada:

Obtidos a partir dos Arquivos Nacionais. Um documento do governo dos Estados Unidos impressos a pedido do Comitê do Senado dos Estados Unidos de Comércio, Ciência e Transporte, em Novembro de 1978.

(1) https://archive.org/stream/weatificat00unit#page/n1/mode/2up

Obtida a partir dos arquivos da NASA, um documento preparado para o Comitê Interministerial de Ciências Atmosféricas. Preparado por Homer E. Newell, a matemática professor e autor que se tornou um poderoso Estados Unidos ciência governo do administrador, eventualmente, subir para o terceiro lugar na Aeronautics and Space Administration Nacional (NASA), no início de 1960.

http://www.geoengineeringwatch.org/documents/19680002906_1968002906.pdf

A história dos programas de modificação do tempo elaboradas pelo Dr. Vermeeren, professor da Universidade de Tecnologia de Delft, faculdade de engenharia de design industrial. É um relatório científico de 300 páginas, intitulado “CASO DE LARANJA: Contrail Ciência, seu impacto sobre programas climáticos e manipulação do tempo Conduzidas pelos Estados Unidos e seus aliados.” Eu t foi preparado para o Grupo Belfort por uma equipe de cientistas, mas apresentada de forma anônima . Ele foi enviado para embaixadas, organizações de notícias e grupos interessados ​​de todo o mundo “para forçar o debate público.”

(2) http://coto2.files.wordpress.com/2010/07/case_orange-5-10-2010-belfort-chemtrails.pdf

Em 2009, pesquisadores publicaram “Modificação de cirros para reduzir o aquecimento global”, que propõe dois métodos de entrega para esta mesma proporção de metálicos à sílica eo mesmo poder de permanência de uma a duas semanas. O relatório observa que “o cenário proposto pelo IPCC [Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática] em 2001 é idêntica às reivindicações”, em 1991, a patente da Hughes Aircraft. Hughes foi adquirida pela Raytheon, uma empresa de defesa privada, em 1997, “a mesma empresa que adquiriu a E-sistemas e contrato HAARP”.

A patente acima referida está ligada no interior do artigo.

David L Mitchell e William Finnegan, “Modificação dos cirros para reduzir o aquecimento global,” Environmental Research Letters Vol. 4 No. 4, 30 de outubro de 2009. Disponível por assinatura: http://iopscience.iop.org/1748-9326/4/4/045102

Um relatório de 1996 por militares de topo em os EUA, “Tempo como um multiplicador de forças: Possuir o tempo em 2025″ para detalhes de prova (como horários de pulverização governamentais, ordens de químicos, nomenclatura correta usada em manuais de operação das companhias aéreas, e solicita a geoengenharia por economistas ) para apoiar a sua noção de “grande envolvimento dos governos no nível mais alto em projetos de controle do clima.”

(3) http://fas.org/spp/military/docops/usaf/2025/v3c15/v3c15-1.htm

Em 2007, a Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou uma declaração que incluiu “Diretrizes para o Planejamento de Modificação do Tempo de atividades”. Reconhecendo que a moderna tecnologia de modificação do tempo começou na década de 1940, ainda é “uma tecnologia emergente.”

(4) http://www.wmo.int/pages/prog/arep/wwrp/new/documents/WM_statement_guidelines_approved.pdf
Traduzido do site Collective Evolution

Via: http://verdademundial.com.br/